Rio Branco,

aaa

Exame atesta que motorista da Uber achado carbonizado em carro em Rio Branco levou tiro na cabeça

G1

IML confirmou identidade da vítima e identificou uma perfuração de um projétil no crânio. Caso ocorreu no dia 30 de abril na Estrada do Quixadá.

- Publicidade-

 

Um motorista na empresa Uber, Arthur da Silva Melo, de 26 anos, levou um tiro na cabeça antes de ser queimado dentro do carro, no último dia 30 de abril, na Estrada do Quixadá. Um exame feito pelo Instituto Médico legal confirmou a identidade da vítima e atestou que ele foi vítima de arma de fogo.

O resultado do exame saiu na quarta (23), mas foi confirmado apenas nesta sexta-feira (25) pelo diretor-geral do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), Haley Vilas Bôas.

Uma moradora acionou a polícia após encontrar o carro queimado. Quando uma equipe da Rede Amazônica foi até o local, percebeu que havia um corpo carbonizado dentro do veículo.

“Os criminosos tocaram fogo com a intenção de esconder provas e a identificação da vítima. Com os exames, foi possível observar que houve transfixação de um projétil no crânio e com a coleta do material biológico, a gente comparou com o dos supostos parentes e confirmou o vínculo genético”, afirmou o diretor.

O delegado responsável pelas investigações, Cristiano Bastos, afirmou que as investigações estão avançadas e que já tem a identificação de um suspeito de ter matado Melo. Segundo o delegado, o suspeito segue foragido.

“A polícia já tem um suspeito e está em busca de localizá-lo a fim de descobrir a real motivação do crime. As investigações estão bastante avançadas”, declarou o delegado.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS