Rio Branco,

aaa

Encontro discute questão ambiental e turismo no Parque Nacional da Serra do Divisor

Por Adelcimar Carvalho, G1 AC, Cruzeiro do Sul

No encontro, o gestor do parque, Aécio Santos, falou sobre a situação do local e destacou a importância da presença das instituições no local.

- Publicidade-

Um encontro para discutir a questão ambiental e o turismo dentro do Parque Nacional da Serra do Divisor foi realizado, nesta terça-feira(22), na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) em Cruzeiro do Sul.

A reunião contou com representantes de diversas instituições, incluindo representantes das cinco cidades que compõem a região do Vale do Juruá, para juntos buscarem ações e estratégias para fortalecer e aproximar as instituições do Parque Nacional da Serra do Divisor (PNSD).

A intenção foi discutir a questão ambiental, fortalecer o turismo e implementar projetos que facilitem a gestão do parque que hoje conta com apenas dois funcionários do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio).

No encontro, o gestor do parque, Aécio Santos, falou sobre a situação do local e destacou a importância da presença das instituições no local.

“O objetivo é fazer a aproximação das instituições que atuam no parque ou em seu entorno para fazer planejamento das ações para que as instituições tenham uma presença mais formal dentro do parque. As instituições atendem as cerca de 350 famílias que são moradores de diversas formas na parte de conservação e social”, disse.

Ifac disse que vai dar cursos para a comunidade receber turistas na Serra do Divisor (Foto: ICMBio/Divulgação)

Ifac disse que vai dar cursos para a comunidade receber turistas na Serra do Divisor (Foto: ICMBio/Divulgação)

Santos falou ainda que seria necessário mais funcionários para atender a área. “O ICMBio só tem dois funcionários, enquanto que a unidade tem cerca de 843 mil hectares e estas parcerias visam levar mais a presença das instituições em todos os pontos do parque para o desenvolvimento do turismo egológico”, acrescentou.

Liliane Martins, diretora do campus do Instituto Federal do Acre na região (Ifac), disse que o instituto vai oferecer cursos de idioma aos moradores do PNSD.

“Estamos nessa parceria oferecendo e levando o que temos à comunidade. Vamos iniciar com um curso de formação continuada, capacitando os barqueiros que fazem o translado dos turistas até o parque e vamos capacitar a comunidade com cursos de inglês e espanhol para que possam receber os estrangeiros”, afirmou.

Valdélio Furtado, vice-prefeito de Marechal Thaumaturgo, que tem cerca de 60% de seu território de áreas protegidas e parque, destacou a importância do encontro.

“É importante as instituições juntas projetem políticas públicas para o desenvolvimento de trabalhos dentro de áreas protegidas. Temos muitas famílias tradicionais que ainda residem nessas áreas. É preciso inserir e conscientizar estas pessoas a fazerem parte desse projetos”.

Furtado destacou que o turismo pode gerar renda para as comunidades. “Quando um turista chega numa cidade ele vai gastar, vai consumir e deixar dividendo. Precisamos preparar as pessoas para que tenham capacidade para bem receber, principalmente os de língua estrangeira”.

Encontro discutiu questão ambiental e turismo no Parque Nacional da Serra do Divisor (Foto: Adelcimar carvalho/G1)

Encontro discutiu questão ambiental e turismo no Parque Nacional da Serra do Divisor (Foto: Adelcimar carvalho/G1)

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS