Rio Branco,

aaa

Devido à paralisação, Sesacre reduz frotas da administração e dá prioridade a ambulâncias

G1

A secretaria se reuniu, na quinta-feira (24), com os manifestantes para pedir que eles deixem passar nas barreiras veículos com medicamentos.

- Publicidade-

 

A Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre) anunciou, nesta sexta-feira (25), algumas medidas para garantir o funcionamento das unidades e do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde no estado.

Entre as medidas está a redução da circulação da frota de veículos da administração para dar prioridade às ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A secretaria se reuniu, na quinta-feira (24), com os manifestantes para pedir que eles deixem passar nas barreiras veículos com medicamentos, oxigênio e outros insumos.

Em nota, o órgão afirmou que todos os veículos da frota da administração devem ser recolhidos ao pátio das Unidades de Saúde as quais prestam serviços. Os veículos que ficam sob a gestão da Divisão de Transporte, devem ficar parados no pátio do Complexo Logístico.

“A medida se faz necessária para garantia da regular oferta de serviços essenciais priorizados e de Urgência e Emergência, no caso de ambulâncias, ou ainda aqueles empregados no transporte de alimentos, materiais para autoclavagem, hemoderivados, insumos laboratoriais e medicamentos”, afirmou a Sesacre.

O órgão informou que todas as viagens terrestres que não forem consideradas de urgência e emergência serão suspensas. Além disso, será feita a otimização da logística da distribuição dos insumos para as unidades do interior do estado.

Por fim, a secretaria disse que, em caso de agravamento da situação, serão usados aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para o transporte de medicamentos.

Terceiro dia de paralisação no estado

Mesmo após o acordo entre o governo federal e entidades de caminhoneiros, anunciado na noite de quinta-feira (24), o protesto continua no Acre, nesta sexta (25).

A greve da categoria contra o preço do diesel entra no terceiro dia com registro de ao menos seis postos de combustível na capital acreana sem gasolina.

Conforme o presidente do Sindicato dos Caminhoneiros e Máquinas Pesadas do Acre, Júlio Farias, os pontos que estão fechados são na BR-364, BR-317 e na entrada da Estrada Transacreana.

Estão passando apenas carros pequenos, ônibus, cargas vivas e materiais perecíveis.

Aeroportos, ônibus, rodovias e segurança

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Ifraero) informou que no Acre, nos dois aeroportos (Aeroporto Plácido de Castro, em Rio Branco e Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul, no interior), os voos estão operando normalmente.

O diretor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), Gabriel Forneck, afirmou que a frota de ônibus segue operando normalmente até esta sexta.

O Superintendente da Polícia Rodoviária Federal do Acre (PRF-AC), Cezar Henrique, informou que está acompanhando o protesto dos caminhoneiros e que o movimento no estado ocorre de forma pacífica e não teve nenhum contratempo. Henrique disse ainda que nenhuma operação daPRF foi afetada devido à greve até o momento.

A Secretaria de Segurança Pública do Acre (Sesp-AC) informou que todos os procedimentos da área policial estão sendo realizados normalmente e que, por enquanto, a greve dos caminhoneiros não impediu nenhum procedimento.

O diretor do Central de Abastecimento da capital acreana (Ceasa), Janderson Rodrigues, afirmou que o abastecimento segue normal nesta sexta-feira. Segundo ele, como os caminhoneiros estão permitindo a entrada de produtos perecíveis, a paralisação ainda não afetou a central.

Caminhoneiros mantém protestos e se reúnem para avaliar decisão do presidente

Caminhoneiros mantém protestos e se reúnem para avaliar decisão do presidente.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS