Connect with us

manchete

CV responsabiliza policiais por mortes no Preventório; Bope nega e afirma que foi recebido a bala em disputa de facções por território

Publicado

em

O crime parece mesmo estar a cada dia mais organizado no Estado. Uma nota de esclarecimento, supostamente emitida por membros do Comando Vermelho, circulou na manhã desta terça-feira (15) em grupos de mensagem fazendo duras críticas à forma com a qual os policiais como Batalhão de Operações Especiais (Bope) teriam entrado na última segunda-feira, dia 14, no bairro Preventório.

Procurada pela reportagem para falar sobre as acusações dos criminosos da forma de atuação na ocorrência da noite de segunda, a Polícia Militar negou que tenha iniciado disparos e explicou também que a criança já estava ferido quando as guarnições chegaram à comunidade. A informação é ainda de que os militares já estavam na região durante o dia e que saíram de lá no fim da tarde.

Durante a ação que teria sido um confronto de facções rivais, uma menina de 11 anos morreu, e dois outros homens ficaram feridos. Além deles, um policial militar teria sido atingido na região do tórax, e só não ficou ferido porque estava de colete à prova de bala. Nesta terça-feira, dia 15, após divulgação da ocorrência pela imprensa, os criminosos se manifestaram, jogando a culpa sobre a polícia.

Em nota, os membros do CV destacam: “Tudo o que aconteceu foi que o BOPE chegou na comunidade atirando para todos os lados, enquanto houve o tiroteio do BOPE nenhum dos moradores entraram em confronto com eles para que essa chacina ocorresse (sic). O que houve na realidade foi que o BOPE fez uma chacina e criou toda uma farsa para que a população acreditasse”, relata o texto.

Ainda segundo a nota atribuída a fação que estaria em guerra com o Bonde dos 13, “os moradores da comunidade estão perplexos com essa farsa que o BOPE criou para assassinarem de forma brutal moradores e uma criança”. Eles completam falando sobre a menina de 11 anos que era estudante e estava dentro de casa com a família quando foi atingida pelos tiros que tiraram a vida dela.

Em mensagem enviada a reportagem de ac24horas, a Polícia Militar destaca que “uma guarnição do Bope, que estava próximo, no momento do acionamento via 190, chegou rápido e foi recebida com disparos contra a guarnição, que revidou (…) uma facção veio do Segundo Distrito, atravessando o rio, e começou a efetuar disparos contra as residências”, diz a PM rebatendo os criminosos.

Segunda: uma noite de terror

Um tiroteio que aconteceu na noite desta segunda-feira (14), na rua Rio Grande do Sul, no bairro Preventório, deixou três mortos. De acordo com informações de populares, o tiroteio começou por volta das 17h30m. Segundo o que foi repassado aos policiais, na localidade havia uma disputa por território entre duas facções rivais que disputam o domínio do tráfico na região.

Os membros de uma das fações teriam chegado ao local e barco e subiram o morro da Rua Rio Grande do Sul, já efetuando disparos em direção a duas residências no Bairro Preventório. Ainda de acordo com a polícia, eles passaram o dia patrulhando o bairro após receber em um vídeo em que jovens criminosos aparecem segurando armas de grosso calibre a beira do barranco.

Pouco depois que a polícia saiu o tiroteio começou e os policiais retornaram para fazer a intervenção. No total, dois homens ainda não identificados e uma criança de 11 anos morreram. Outras duas pessoas ficaram feridas, sendo eles: Francisco Vitor Junior, de 21 anos – e Raimundo Lacerda, de 26 anos.

Continue lendo

manchete

Nove mulheres são presas tentando entrar em Presídio com drogas

Publicado

em

Lenilda Cavalcante, da Redação Ecos da Notícia

A incerteza da impunidade, somado a ao sentimento de amor, também chamado “amor bandido”, pode ter impulsionado nove mulheres a tentar entrar no Presídio Estadual Dr. Francisco D´Oliveira Conde em Rio Branco levando cerca de um quilo de entorpecentes distribuídos em porções entre as nove mulheres que foram flagradas ao passarem pelo Raio X, antes de ter acesso a parte interna da Unidade Prisional.

O flagrante de nove mulheres em uma única em um único dia de visita, reforça a tese que a pratica do crime de tráfico de drogas, para essas mulheres é algo que não traz grandes consequências, pois arriscaram a liberdade em nome de um amor bandido.

As porções de entorpecentes estavam escondidos nas partes intimas das mulheres, que engrossam a macabra estatística que aumenta a cada ano, onde apresenta o número de mulheres que se envolvem em crime principalmente de tráfico de drogas, por envolvimento amoroso com homens que cumprem penas em Presídios e casas de detenção em todo o território nacional.

São mulheres namoradas, amantes, companheiras, irmãs e até mães de detentos que se lançam na vida do crime, por vezes vítimas de ameaças dos homens e outros como prova de amor ao companheiro encarcerado.

De acordo com informações as mulheres foram presas em flagrante neste sábado (08), durante revista aos visitantes.

As presas foram encaminhadas a Delegacia de Flagrantes da Polícia Civil – DEFLA, para as providencias.

Mulheres foram presas após entrar em presídio com droga escondida nas partes íntimas — Foto: Divulgação

Continue lendo

geral

Ônibus tem falha elétrica e é consumido pelo fogo em Rio Branco

Publicado

em

Por G1 AC — Rio Branco

Incêndio ocorreu neste sábado (10) próximo à Ceasa, na região da Sobral. No ônibus estava o motorista, cobrador e um outro funcionário da empresa. Ninguém ficou ferido.

Um ônibus da empresa Via Verde ficou destruído após pegar fogo neste sábado (10) próximo à Central de Comercialização e Abastecimento da Capital (Ceasa), na região do bairro Sobral.

O Corpo de Bombeiros descartou que tenha sido criminoso e afirmou que o incêndio foi causado por uma falha na parte elétrica do veículo.

G1 entrou em contato com o responsável pela empresa de transporte coletivo, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.

O major Cláudio Falcão, dos bombeiros, informou que o trabalho de contenção das chamas durou cerca de 40 minutos. Segundo ele, no momento da ocorrência, só estavam no veículo o motorista e mais dois funcionários da empresa. Ninguém ficou ferido.

“O motorista relatou que começou a ouvir estalos, não parou o carro, mas depois deu conta de que o veículo estava incendiando. Aí foi chamado o Corpo de Bombeiros, fomos para o local para fazer a contenção e extinção do incêndio. Mas, infelizmente foi perda quase total do veículo”, informou o major.

Conforme Falcão, o gerente da empresa foi até o local e os bombeiros deram orientações a respeito da segurança que precisa haver nos veículos.

Continue lendo

manchete

Criminosos se passam por passageiros e assaltam ônibus em Rio Branco

Publicado

em

Por Quésia Melo, G1 AC — Rio Branco

Três homens armados anunciaram assalto com uma escopeta e levaram bens pessoais dos passageiros. Caso ocorreu na noite de quinta (8) e RBTrans afirma que vai pedir policiamento nos veículos.

Se passando por passageiros, três homens assaltaram o ônibus que faz o trajeto da linha Universitário, em Rio Branco. O caso ocorreu por volta de 19h40 desta quinta-feira (8) quando o veículo passava pelo bairro Estação Experimental.

Ao G1, a Polícia Militar (PM-AC) informou que os homens estavam armados com uma escopeta. Eles anunciaram o assalto, renderam os passageiros e pegaram os pertences pessoais das vítimas. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) afirmou que vai pedir policiamento nos ônibus que registraram assaltos.

Ainda segundo a PM, um dos assaltantes usava um uniforme de frentista. O trio deixou uma mochila no ônibus e dentro foram encontrados cartuchos de calibre .20.

O trio fugiu e guarnições fizeram buscas nos locais, mas ninguém foi encontrado. Os usuários, conforme a PM, foram orientados a registrar um boletim de ocorrência.

Ônibus invadido

Em 30 de outubro um outro assalto a um ônibus ocorreu em Rio Branco. Na ação, um grupo de assaltantes obrigou o motorista da linha Ufac Rodoviária a dirigir o veículo até um ramal enquanto assaltava todos os passageiros. De acordo com uma das vítimas, cerca de 40 pessoas estavam no ônibus.

A empresa Via Verde Transporte, responsável pela linha Ufac Rodoviária, informou após o caso que iria pedir acompanhamento policial para as 17 linhas pelas quais é responsável em Rio Branco.

Sobre os vários casos que estão sendo registrados na capital, o diretor da RBTrans, Gabriel Forneck, disse que todas as vezes o órgão pede policiamento nas linhas que registram assaltos. Ele afirma que os casos não acontecem em todas as linhas e que a situação está sendo monitorada.

“Não temos autonomia para mais nada, a não ser pedir segurança. Todas as vezes nós comunicamos os casos aos comandantes das regionais. É uma situação que acontece em algumas linhas, a gente solicita, a polícia faz rondas e consegue coibir os crimes, mas acabam migrando para outras regiões. Mas, nós fazemos os pedidos, sim”, afirma.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.