Connect with us

política

Huck não descarta ser candidato e aposta em ‘Tinder eleitoral’

Publicado

em

Apresentador da Globo disse que pretende ser uma voz ativa no jogo eleitoral, ainda que não como candidato

Ex-aposta de outsider com boas chances de vencer a eleição presidencial, Luciano Huck disse não ver hoje “nenhuma liderança que admire de fato” na política.

No máximo, “tem aqueles [políticos] que você aceita”, afirmou nesta sexta-feira (11), no 1 Encontro de Lideranças Nacionais -justamente o que dizer estar em falta, ao menos na turma que hoje está no poder.

A jornalistas, após o painel, ele afirmou que por ora não pretende apoiar nenhum presidenciável, não neste “cenário tão indefinido”.

No debate, o apresentador da Globo disse que pretende ser uma voz ativa no jogo eleitoral, ainda que não como candidato.

Deu a entender, contudo, que o projeto eleitoral pode ser adiado para eleições futuras. “Acho que tenho tempo. Se quiser pensar nisso mais pra frente, sem dúvida vou estar mais preparado.”

Huck foi o primeiro nome de fora da política que a abandonar o barco eleitoral, seguido pelo ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa.

Ao contrário de Barbosa, que se filiou ao PSB caso decidisse concorrer à Presidência, o global não escolheu um partido para chamar de seu.

Seu caso, disse, foi diferente: “Precisei tomar decisão [sobre ser candidato ou não] muito antes do que a legislação permitia”. Fez-o por “questões profissionais”, contou.

Neste “que foi o ano mais intenso” de sua vida, Huck desistiu de vez da empreitada em fevereiro, dois meses antes do prazo estipulado pela Justiça eleitoral. Por meses, ficou num vaivém sobre topar ou não um pleito.

O PPS -para quem pretende doar dinheiro- era o partido mais provável para uma acolhida.

Ele antecipou sua resposta após a Globo lhe dar um prazo para que avisasse se encararia a aventura eleitoral. Se dissesse sim, precisaria se afastar de seu programa na emissora, assim como sua esposa, Angélica.

O apresentador hoje pretende atuar por meio de movimentos de renovação, como o Renova e o Agora.

“A gente vai fazer o Tinder do voto”, disse. Um aplicativo que use a “inteligência digital” para ajudar o eleitor a escolher seu candidato. Para tanto, quem baixar o app terá que “responder cinco perguntas, quais plataformas acredita, a região onde mora” etc. O nome, por ora, é Juntos pela Renovação, segundo Huck.

Os dois movimentos dos quais participa apoiam, somados, cerca de 150 candidatos. O empresário Eduardo Mufarej, do Renova, também integrou o painel, assim como a empresária Luiza Helena Trajano, da Magazine Luiza. A mediação foi feita por Mônica Bergamo, colunista da Folha de S.Paulo, e o advogado Gustavo Bonini Guedes. O ministro Dias Toffoli se juntou à roda.

A iniciativa, segundo Huck, é uma forma de ser um “cidadão ativo”. “Não quero chegar aos 70 anos, olhar pra trás e ver que o Brasil está como era.”

O movimento por sua candidatura jamais concretizada começou, segundo ele, quando começou a “mobilizar o que via como referências em áreas que me interessam, economia, educação, segurança pública, para tentar entender qual o sonho grande que ninguém está me vendendo”. Com informações da Folhapress.

Continue lendo

política

Pagamento de 13º do estado ainda é duvida

Publicado

em

Da Redação Ecos da Notícia, com informações AC 24 horas

O governo do Acre ainda não sabe se será possível pagar o 13º salário neste mês, porém informa que trabalha para efetuar o pagamento aos 45 mil servidores públicos estaduais até o dia 31 de dezembro.

A previsão é de que a primeira parcela do Fundo de Participação dos Estados (FPE) seja paga nesta segunda-feira, 10. A segunda deve ser paga em 20 de dezembro. São repasses que reforçam os cofres do Estado.

O atraso seria inédito nos governos da Frente Popular. O governo de Sebastião Viana tenta manter a tradição das gestões petistas que sempre se gabaram em sua propagandas de pagar em dia.

Nesta segunda, a assessoria de Sebastião Viana, ao ser procurada por ac24horas, deu o tom da dificuldade para cumprir a meta de pagar os salários do mês de dezembro e o 13º ao informar que “o governo continua trabalhando no sentido de fechar cumprindo a sua previsão de honrar com o compromisso do pagamento do salário e décimo. Assim que tivermos a definição, faremos o anúncio”, informou.

 

Continue lendo

política

Ex-presidente da Aleac, Edvaldo Magalhães tem contas reprovadas pelo TCE do Acre

Publicado

em

Por G1 Acre

Processo se trata de prestação de contas da Aleac de 2010, quando Magalhães era presidente da Casa. TCE encontrou irregularidades no pagamento de verbas indenizatórias.

A prestação de contas da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), referente ao exercício de 2010, foi reprovada pelo Tribunal de Contas do estado (TCE-AC), na última quinta-feira (6). Na época, o gestor da Casa Legislativa era o ex-deputado Edvaldo Magalhães, que conseguiu se reeleger deputado estadual esse ano.

Ao G1, Magalhães nega qualquer irregularidade na prestação de contas do referido ano. O deputado afirmou que não vai recorrer da decisão, porque, segundo ele, não há dolo ou qualquer punição.

“Não sou punido em absolutamente nada no julgamento das contas. Não tem dolo, não há aplicação indevida de recursos, muito pelo contrário. A prestação de contas de 2010, com relação aos dois itens que são verbas indenizatórias e sessões extraordinárias, estão em todas as prestações de contas até 2010. Tanto que não há punição no resultado do julgamento do TCE. Então, não vou recorrer”, disse o deputado.

Conforme o TCE-AC, foram encontradas irregularidades com relação às informações dos pagamentos de verbas indenizatórias. Essas verbas são pagas aos deputados para custeio com aluguel de gabinete externo, compra de material de gabinete e outros serviços dos gabinetes parlamentares.

Apesar de ter as contas reprovadas, o deputado não foi condenado a pagar multa ou devolver valores ao estado.

O TCE destacou que, até 2010, tanto os parlamentares como os servidores recebiam pagamento pelas sessões extraordinárias. O que, pouco tempo depois, o órgão recomendou que fosse extinto.

Continue lendo

política

Prefeitura pagará dezembro e décimo nos dias 20 e 21

Publicado

em

Da redação Ecos da Notícia
A Prefeitura de Rio Branco vai pagar o décimo terceiro salário dos 7.375 servidores municipais no dia 20 de dezembro e o salário de dezembro no dia 21. As duas folhas somam R$ 44 milhões. A prefeita Socorro Neri declarou que “é um prazer poder pagar os servidores que trabalham e fazem por merecer. Os recursos injetados na economia local vão aquecer as vendas de final de ano, o que é muito importante para o comércio da capital”, ressaltou a prefeita.
A notícia dos dois pagamentos uma semana antes do Natal agradou os representantes dos funcionários e do comércio.
O presidente Sindicato dos Servidores Municipais de Rio Branco (ASSERMURB) Marcos Gama, cita que o anúncio demonstra “que a prefeita Socorro Neri tem conduzido bem a gestão municipal e aplicado bem os recursos, de forma a garantir os pagamentos em dia. Assim ela honra os servidores e nós só temos a agradecer”.
O assessor da presidência da Federação do Comércio, Egídio Garó, diz que o comércio local agradece pelo anúncio dos pagamentos, que serão feitos uma semana antes do Natal, o que afirma ele, possibilita que o empresariado se programe com relação às estratégias de vendas e promoções.
“Os empresários têm que se programar com relação a estoque, investimentos e contratação de mão de obra. Esse anúncio antecipado das folhas de dezembro e do décimo proporciona alívio para toda a classe. Parabenizamos a gestão municipal porque esses recursos injetados na economia local geram emprego e renda no comércio”, destacou Garó, citando ainda que “da mesma forma dos servidores, os empresários também aproveitam o dinheiro que circula com o pagamento do décimo terceiro, para organizar a vida, pôr a casa em ordem”, conclui.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.