Connect with us

economia

Veja quais benefícios o contribuinte precisa declarar no IR

Publicado

em

Seguro-desemprego e auxílio-doença, por exemplo, devem ser declarados, mas vale-refeição e vale-transporte ficam de fora do Imposto de Renda

Os benefícios que estão associados ao emprego, recebidos pelo trabalhador, precisam ser apresentados no Imposto de Renda 2018. Contudo, é importante saber qual o tipo de recebimento está incluído ou não na declaração.

O advogado Claudio Lopes Cardoso Junior, tributarista do Diamantino Advogados Associados respondeu em três perguntas o questionamento feito pelo ‘G1’. Confira:

1. Quais benefícios é preciso declarar?

Todo e qualquer rendimento deve ser declarado por quem está obrigado a declarar o IR, incluindo valores recebidos por seguro-desemprego, auxílio-creche, auxílio-doença, auxílio-funeral, auxílio pré-escolar, salário-maternidade, prêmio assiduidade, gratificações por quebra de caixa, indenização adicional por acidente de trabalho, entre outros.

2. Como declarar benefícios?

Eles devem ser incluídos na ficha “rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica”, “rendimentos isentos e não tributáveis” ou “rendimentos sujeitos à tributação exclusiva”, a depender do tipo de rendimento.

3. Vale-transporte, alimentação e refeição entram na declaração?

Não. Devem ser declarados apenas benefícios considerados como remuneração. No caso de quem trabalha sob o regime CLT e recebe vale-alimentação e vale-transporte, as pessoas não devem incluir esses valores na declaração do IR.

Continue lendo

economia

Sine oferta 33 vagas de emprego para Rio Branco nesta segunda-feira (11); confira a lista

Publicado

em

Por G1 AC

Candidatos interessados devem ir ao Sine, no Bosque, em Rio Branco.

O Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) disponibiliza 33 vagas para diversas áreas nesta segunda-feira (11) na capital acreana. Os candidatos interessados devem comparecer pessoalmente à instituição, localizada na Avenida Getúlio Vargas, n°1.670, em Rio Branco.

O candidato à vaga deve atualizar o seu cadastro no Sine. Aqueles que não tiverem cadastro na instituição, devem levar os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

As vagas são rotativas, ou seja, são disponibilizadas para o dia, podendo não estar mais disponíveis para o dia seguinte. O Sine se responsabiliza por encaminhar cinco pessoas, no perfil solicitado pelo empregador, para que ele possa escolher qual vai preencher a vaga. O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182.

Continue lendo

economia

Vendas do Dia dos Namorados podem crescer até 5%, estima pesquisa

Publicado

em

noticiasaominuto

O resultado deve ser melhor do que o do ano passado, quando o comércio de SP teve alta média de 2,4% sobre 2016

Neste ano, as vendas voltadas para o Dia dos Namorados devem apresentar crescimento entre 3% e 5% em relação a 2017 no varejo da capital paulista. A estimativa é da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O resultado deve ser melhor do que o do ano passado, quando o comércio de SP teve alta média de 2,4% sobre 2016.

“Neste ano, a conjuntura econômica está mais favorável, com inflação e juros bem mais baixos, prazos de pagamento maiores e alguma recuperação da massa salarial”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Ele acredita que “o setor varejista investirá em promoções para procurar compensar os dias de paralisação, em que as vendas ficaram praticamente estagnadas”. E que os presentes mais procurados deverão ser roupas, calçados e outros produtos de uso pessoal.

“Os bares e restaurantes também devem se beneficiar, principalmente se a temperatura ajudar, o que motiva os casais a saírem para jantar ou fazer algum outro programa fora de casa”, finaliza Burti.

Continue lendo

economia

ANTT revoga formalmente tabela contestada pelo setor produtivo

Publicado

em

noticiasaominuto

A tabela foi revisada pelo governo depois de grande pressão do setor produtivo, que alegou que a primeira versão da tabela gerou aumentos de até 150% nos preços do frete

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (11) resolução que formaliza a anulação da tabela com preços mínimos do frete rodoviário editada na última quinta-feira (7) com revisões em relação à primeira, do dia 30 de maio.

A tabela foi revisada pelo governo depois de grande pressão do setor produtivo, que alegou que a primeira versão da tabela gerou aumentos de até 150% nos preços do frete e ameaçou até ir à Justiça para barrar o tabelamento. A segunda tabela procurou aliviar o custo ao agronegócio e à indústria, mas contrariou os caminhoneiros, por trazer um corte médio de 20% nos preços.

O impasse obrigou o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, a revogar a segunda tabela no mesmo dia, poucas horas depois de ter sido divulgada na noite da quinta-feira. Porém, o ato que anula oficialmente os efeitos da tabela revisada só foi publicado nesta Segunda-feira. 11.

Uma terceira versão dos preços está em discussão desde a semana passada e pode ser elaborada em substituição à primeira, que segue em vigor. Representantes de caminhoneiros e a ANTT marcaram para logo mais, às 9h, uma nova reunião, de caráter técnico, para tratar do assunto. Com informações do Estadão Conteúdo.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.