Connect with us

geral

Grupo bloqueia avenida Getúlio Vargas em protesto à privatização da Eletroacre

Publicado

em

Um grupo de pelo menos 30 produtores rurais realizaram um protesto em frente à Federação do Comércio do Acre (Fecomercio), onde ocorreu uma audiência pública para discutir a privatização da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), o que deve ocorrer ainda esse ano, por decisão do governo federal.

Moradores da zona rural do Acre, sendo eles dos 22 municípios, alegam que com o repasse da hoje estatal para a iniciativa privada, serviços e programas operados pela companhia serão encerrados, prejudicando os moradores que pagam por serviços não estariam sendo ofertados na zona rural.

Mirtes Souza, ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT), diz que o grupo foi impedido de entrar na audiência porque o espaço era muito pequeno. Ela assemelha o problema a uma ditadura da empresa para dificultar o debate diante da privatização. Além de problemas com os funcionários, as taxas de consumo podem ser elevadas.

“O encerramento do Luz para Todos é uma ditadura. Foram impedidos de participar de um ato do interesse público. A gente chegou aqui cedo, mas não conseguiram chegar. Outros chegaram mais tarde, e tiveram acesso, porque era mais ‘importantes’”, reclama.

A equipe de reportagem do ac24horas foi barrada na entrada da Fecomércio porque, segundo os seguranças, não foi autorizado o acesso dos jornalistas do portal ao auditório ou hall de entrada do prédio. Diante disso, foi impossível ouvir representantes da empresa e do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) sobre a questão.

Continue lendo

geral

Em Rio Branco, 14 casais homoafetivos oficializam união em casamento coletivo

Publicado

em

Por Aline Nascimento/Lilian Lima, G1 AC

Cerimônia ocorreu nesta segunda (10), no Palácio do Comércio, na capital acreana. Projeto Casar é Legal, da Defensoria, está na segunda edição.

Catorze casais homoafetivos oficializaram a união durante o casamento coletivo realizado no Afa Jardim, em Rio Branco. A cerimônia ocorre no mesmo dia do aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebrado nesta segunda-feira (10), e é parte da segunda edição do projeto Casar é Legal, da Defensoria Pública do Acre (DPE).

Pádua Custódio, de 27 anos, e Adailton Gadelha, de 29, não tiravam o sorriso do rosto durante a cerimônia. Os jovens contaram que os dois tinham interesse em outro rapaz, mas se apaixonaram e resolveram dar uma chance ao amor após um tempo de conversa.

“Não foi amor à primeira vista. Tínhamos interesse por outro rapaz, e no dia que nos conhecemos foi muito imprevisível porque eu tinha convidado o rapaz para algo e ele tinha convidado o mesmo rapaz para outra coisa. Ele era um amigo nosso na época. Quando ele foi me encontrar foi junto com o Adailton, e quando o vi me interessei mais por ele do que pelo outro rapaz”, contou Custódio.

O rapaz revelou ainda que o casal decidiu oficializar a união para garantir os direitos, caso o país passe por mudanças com a nova presidência.

“Decidimos oficializar devido as atuais circunstâncias nacionais. Com a advento da mudança do governo da Presidência não sabemos como vai ficar o futuro do país. Isso é uma realidade e que nos angustia. Esperamos que seja positivo, mas infelizmente não podemos arriscar. Quando soubemos da possibilidade que a Defensoria estava oferecendo achamos que seria um bom momento, até porque já pensávamos em casar há muito tempo”, argumentou.

Pádua Custódio (esq.) e Adailton Gadelha oficializaram a união nesta segunda (10) — Foto: Lilian Lima/Rede Amazônia Acre

O casal está junto há sete anos, sendo que há quatro moram sob o mesmo teto. Adailton Gadelha comentou sobre a vida a dois e como driblam as divergências e brigas.

“Temos nossas brigas de vez em quando, mas a gente consegue contornar tudo isso, conversamos bastante e o amor prevalece sempre. Isso garante os direitos e todas as questões legais. Isso é muito importante. Nossa sociedade é tão intolerante e temos a possibilidade de mostrar que nosso amor é lindo e vale a pena ser vivido”, confirmou.

Amanda Schumacher e Mayara Rio Branco moram juntas há nove anos e nesta segunda (10) casaram no Projeto Casar é Legal — Foto: Lilan Lima/Rede Amazônica Acre

Amanda Schumacher, de 36 anos, e Mayara Rio Branco, 34, começaram dividindo o mesmo teto, apenas como amigas. Com o tempo, as duas se apaixonaram e, após nove anos juntas, resolveram oficializar a união.

“Eu cheguei de São Paulo e fui procurar uma casa para morar. A Mayara também estava procurando uma casa para morar e tínhamos uma amiga em comum. Alugamos uma casa juntas e começamos a conviver e nos apaixonamos. Um dia resolvemos fazer uma mudança de um quarto para o outro”, celebrou Amanda.

O presidente do Fórum de ONGs LGBTI, Germano Marino, relembrou que é um direito dos casais homoafetivos oficializarem a união em qualquer cartório de Rio Branco. Porém, comemorou a ideia da DPE de promover o evento que não cobra taxa e facilita a celebração entre os casais.

“Esse projeto da Defensoria mostra que os cidadãos homossexuais do Acre têm o direito de realizar o casamento civil, ainda é um direito constitucional garantido pelo STF e Conselho Nacional de Justiça, e a Defensoria vem proclamar isso. Ainda mais nesse dia tão especial que é o da Declaração Universal de Direitos Humanos”, comemorou.

Festa celebrou a união de 14 casais homoafetivos — Foto: Lilan Lima/Rede Amazônica Acre

Continue lendo

geral

Vencedores dos jogos interatléticas são premiados

Publicado

em

Da Assessoria de Imprensa UFAC

A cerimônia de entrega dos troféus para os campeões da edição-2018 dos Jogos Internos das Associações Atléticas dos Cursos da Ufac foi realizada na noite dessa segunda-feira, 10, pela Universidade Federal do Acre (Ufac), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proex), no anfiteatro Garibaldi Brasil.

 

De acordo com o vice-reitor da Ufac, Josimar Batista, foram investidos mais de R$ 40 mil na realização dos jogos interatléticas. “Entendemos que esse é um momento importante da nossa universidade”, disse. “É um momento de confraternização entre diferentes cursos, que enriquece e aproxima os alunos.”

 

Lista dos premiados

 

Continue lendo

geral

Pista de atletismo da Ufac está em final de construção

Publicado

em

Assessoria da UFAC

A última fase da obra de construção da pista de atletismo de alta performance da Universidade Federal do Acre (Ufac) começou no domingo, 9. Nessa etapa, os operários estão colando o piso sintético das raias, importado da Itália, trabalho que deve durar cerca de 25 dias.  Na sexta-feira, 8, a reitora Guida Aquino, o vice-reitor Josimar batista e o pró-reitor de Planejamento, Alexandre Hid, vistoriaram a obra.

A pista tem oito raias de 400 metros cada. Todo o complexo esportivo possui 6,3 mil metros quadrados, com espaço para modalidades esportivas como corrida, salto com vara, salto triplo e extensão, lançamento de peso, lançamento de dardo e salto em altura.

Além disso, o projeto prevê urbanização, iluminação, alambrado e equipamentos completos para atender a necessidade da prática profissional de atletismo. “A pista estará apta a buscar a certificação internacional Classe 2 da Associação Internacional das Federações de Atletismo”, lembrou Guida.

O espaço, que está sendo construído próximo ao bloco do curso de Educação Física, será o primeiro do Acre a obedecer aos padrões internacionais, respeitando as marcações oficiais recomendadas pela Confederação Brasileira de Atletismo.

O investimento para a construção da pista de atletismo é fruto de um convênio da instituição com o Ministério do Esporte, que garantiu o montante de R$ 11 milhões para execução da obra.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.