Connect with us

geral

Servidores do IAPEN denunciam que reformas de presídios são acordo com facções e governo nega

Publicado

em

Governo do Estado negou qualquer acordo ou outra forma de negociação com grupos criminosos. Por meio de sua secretária de Comunicação, Andreia Zilio, foram rechaçadas todas as acusações.

Um grupo de servidores do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), cujos nomes foi omitido por segurança, revelou que as reformas nos presídios do Estado são fruto de um acordo com os líderes das facções criminosas no Estado e representantes do governo estadual. Ele ainda deram detalhes de como se deu a negociação.

De forma veemente, o governo do Estado negou qualquer acordo ou outra forma de negociação com grupos criminosos. Por meio de sua secretária de Comunicação, Andreia Zilio, foram rechaçadas todas as acusações, sendo estas consideradas sem qualquer fundamento.

A denúncia da reunião com as facções

Conforme a denúncia, o clima de terror instalado no Estado ocorreu por ordem dos líderes de grupos criminosos, dentre os quais se destaca o detento Gilson Borges. Este foi transferido para o presídio de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte, onde passou cerca de um ano.

Com o retorno dele, em 12 de setembro de 2017, teria partido do governo a iniciativa para uma reunião de cúpula no sentido de amenizar a guerra nos presídios do Estado e evitar um novo conflito e os seus reflexos extra-muros.

A reunião sigilosa teria ocorrido à noite, cerca de cinco dias após o retorno de Gilson Borges ao Estado. Desta teriam participado ao menos o Secretário de Segurança Pública (Sesp-AC), Emylson Farias, e o diretor do Iapen, Martin Hessel. Os denunciantes não puderam identificar outras pessoas.

Acerto para reformar e liberdade para acalmar

De acordo com os denunciantes, ficou acertado que haveria um aumento nos investimentos e melhorias nos presídios, bem como algumas regalias para os presos – mas a fonte não soube detalhar quais seriam as regalias.

Por conta disso, logo após a reunião, o líder criminoso Gilson Borges, recebeu autorização para poder circular nos pavilhões dominados pela facção “Bonde dos 13” e solicitar uma trégua na guerra interna nos presídios e o fim dos ataques aos bens públicos.

Sob sigilo, diversos agentes penitenciários (agepen’s), confirmaram que à época dos fatos, final de setembro e começo de outubro de 2017, Gilson circulou pelos pavilhões dos sentenciados (Chapão),onde negociou a trégua. Logo em seguida pararam os ataques à ônibus e prédios públicos.

Começam as reformas nos presídios

Poucos dias depois, todas as reformas de presídios que estavam retidas pelo governo começaram a ser implementadas. A primeira foi uma reforma e ampliação no presídio de Tarauacá, apontado como sendo o mais afetado pela superlotação e um barril de pólvora prestes a explodir.

Logo na sequência, começam as obras de reforma e ampliação no presídio Francisco de Oliveira Conde (FOC), seguida pelas obras na Unidade Prisional Antônio Amaro Alves, sendo a última reforma publicada nesta segunda-feira e para atender aos presos do “Chapão”, a unidade de presos sentenciados e sob o comando integral da facção que teria se reunido com os representantes do governo.

Governo refuta denúncias

Por envolver pessoas do alto escalão e o próprio governo em uma suposta negociação com criminosos, foi encaminhado um pedido de informações à Assessoria de Comunicação do governo com o conteúdo denunciado.

A secretária de Comunicação do Governo do Estado (Secom), Andreia Zilio, repeliu de forma veemente as denúncias e disse não haver qualquer fundamento. Segundo informou, a ampliação de vagas já estava prevista no plano de aplicação do recurso do Funpen, disponibilizado em 30 de dezembro de 2016, assim como os demais investimentos.

Obas já estavam previstas

Conforme relatou a Andreia, as obras estão previstas desde janeiro de 2017, “inclusive em documento oficial entregue ao Depen, ao Ministério Público Federal (MPF), Tribunal de Justiça do Estado (TJAC), Ministério Público do Estado do Acre (MPAC)”.

A secretaria destacou ainda não ter havido nenhuma reunião com membros do governo ou qualquer autorização para os deslocamentos de presos entre os pavilhões.

Governo reafirma luta contra facções

“Aliás, as medidas adotadas pelo governo do Acre, como o bloqueadores de sinais de celular provam que não há e não houve qualquer tipo de acordo. Do mesmo modo foi a criação do Regime Disciplinar Diferenciado e as constantes revistas retirando armas artesanais”, comentou.

Outro ponto destacado pela Secom “foi o investimento em bodyscan [equipamento para o escaneamento corporal], bem como a aquisição de armamentos e munições letais e não letais, para todas as unidades do Estado”.

 

Continue lendo

geral

Unidade dos Correios é arrombada e órgão ainda não sabe o valor do prejuízo

Publicado

em

Por ac24horas

O CDD (Centro de Distribuição Domiciliar) dos Correios localizada na Via Verde, na capital acreana, foi assaltada na última sexta-feira, 18.

A assessoria dos Correios no Acre confirmou o assalto, mas afirmou que as informações de como ocorreu o assalto não podem ser divulgadas. “Temos vigilância armada sim, mas as informações sobre como ocorreu o assalto são confidenciais”.

Por causa do assalto, o CDD não está funcionando desde sexta e só volta a abrir as portas ao público na próxima terça-feira, 21.

A direção dos Correios ainda não sabe dizer tudo que foi levado pelos assaltantes. “Houve o roubo, a Polícia Federal foi acionada, estamos no aguardo do laudo da PF e fazendo o levantamento do prejuízo”, afirmou a assessoria.

Mas e quem pagou por uma encomenda e a mesma tenha sido levada durante o assalto, como deve proceder? Essa é uma questão curiosa. Os Correios informam que quem vai fazer o ressarcimento do produto roubado é a loja onde a encomenda foi roubada. “Os Correios não indenizam o destinatário, ele indeniza o remetente. Já que até o objeto chegue ao seu destino ele ainda pertence a quem o remeteu”. Isso significa que quem tiver tido um produto levado durante o roubo vai ter que entrar em contato com quem adquiriu para ser ressarcido.

Um leitor do ac24horas denunciou que ao procurar o CDD para saber se sua encomenda havia sido roubada, recebeu como resposta que deveria entrar na justiça. A assessoria dos Correios informou que esse não é a recomendação correta para os clientes. “Pelo contrário, prezamos pelo bom atendimento, apesar de não termos ainda informações precisas para repassar. Inicialmente pedimos a compreensão dos clientes e que aguardem, pois no momento ainda estamos trabalhando na identificação do que foi levado e a partir de terça-feira deveremos começar a entrar em contato com nossos clientes”, afirma a assessoria dos Correios.

Continue lendo

geral

Ivete de Souza nasceu no seringal e os 16 anos pediu aos pais para ir para cidade estudar. Ela concluiu o ensino médio aos 50 anos e aos 65 entrou na faculdade.

Publicado

em

Por oaltoAcre

“Nunca é tarde para as pessoas estudarem. Comecei com 65 anos, estou com 70 e com espírito de 20 anos e ainda fui convidada pelo reitor para fazer o mestrado”. Essa é a lição que a dona Ivete de Souza, compartilha depois de se formar no curso de artes cênicas pela Universidade Federal do Acre (Ufac).

De 45 alunos, formaram apenas seis. A colação de grau foi essa semana e ela ganhou uma homenagem especial dos colegas, professores e até da reitora da universidade.

A atriz conta que nasceu em um seringal e que pediu aos pais para ir para cidade estudar. O tempo passou e ela nunca desistiu de lutar, sempre foi em busca de alcançar seu espaço.

“Tinha entrado pelos 16 anos quando pedi para ele [pai] para voltar para cidade. Eu dizia que iria trabalhar nem que fosse de doméstica, mas que não ia ficar no seringal. Agora lá vou me casar com seringueiro, meu futuro não era esse não. Eu queria era continuar a estudar”, contou.

Dia após dia, Ivete trabalhou como auxiliar de enfermagem, faxineira, serviços gerais, na saúde e educação. E o sonho de estudar permaneceu vivo. No fim da década de 90, ela teve a oportunidade de terminar o ensino médio, aos 50 anos.

“Eu continuei com meus estudos, fiz o ensino médio, aí quando terminei e parei de novo”. Depois dessa pausa, ela só retornou para a sala de aula em 2014, para um dos maiores desafios da sua vida: o ensino superior.

“Uma amiga minha que formou-se no dia 20 de março em letras me convidou para fazer o Enem. Aí eu falei: ‘rapaz, faz tempo que eu não estudo, não tenho mais condições de estudar’. Ela disse: ‘que nada, a senhora é jovem, tem capacidade de fazer’. Até que eu falei para ela fazer minha matrícula e resolver tudo. Fiz a prova, em janeiro quando deram o resultado, ela soube que eu tinha passado e me ligou contando. Entrei nessa faculdade através dela”, lembrou.

Uma história que inspira e emociona. A dona Ivete conheceu o teatro nos anos 80 através de um convite de um amigo. Desde então, ela continua no mundo da arte. E foi por isso que ela escolheu a área das artes cênicas.

Após cursar artes cênicas, acreana conclui o ensino superior aos 70 anos — Foto: Arquivo pessoal

“História, geografia, não sei o que, eu não queria nada disso. Até que chegou em teatro, aí eu disse: ‘caiu a sopa no mel’ e coloquei esse daí. Passei de cheio em artes cênicas”, disse.

Durante os anos de graduação, ela foi inspiração. “Eu tinha ajuda da moçada jovem e também ajudava eles. Ontem eles falaram que estavam muito felizes porque eu era a inspiração deles. Agradeceram muito a Deu e a mim por terem continuado, muitos viviam nas drogas e pararam ou deram um tempo até se formar. Eu chorei de felicidade”, falou emocionada.

Continue lendo

esporte

Goleiro acreano fica fora da Copa América

Publicado

em

Por ac24horas

O técnico Tite, da seleção brasileira, frustrou a enorme torcida acreana que esperava pela convocação do goleiro Weverton, para a Copa América, que será disputada no Brasil entre 14 de junho e 7 de julho.

Revelado pelo Juventus do Acre, Weverton, que nasceu em Rio Branco, tem 31 anos e tem como destaque suas passagens pela Portuguesa, Atlético Paranaense e Palmeiras. Como principais títulos, os nacionais da Série B em 2008 e 2011, o título da Série A no ano passado e a conquista da medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

Apesar de viver ótima fase no alviverde paulista e ter sido chamado na última convocação, Tite optou pelos goleiros Alisson (Liverpool da Inglaterra), Ederson (Manchester City também da Inglaterra) e Cássio do Corinthians.

Além dos três goleiros, Tite convocou os seguintes jogadores para a Copa América:

Laterais – Alexsandro (Juventus-Itália), Daniel Alves (PSG-França), Filipe Luís (Atlético de Madri-Espanha) e Fagner (Corinthians);

Zagueiros – Eder Militão (Porto-Portugal), Marquinhos (PSG-França), Thiago Silva (PSG-França) e Miranda (Inter de Milão-Itália);

Meio campo – Allan (Napoli-Itália), Arthur (Barcelona-Espanha), Casemiro (Real Madrid-Espanha), Fernandinho (Manchester City-Inglaterra), Lucas Paquetá (Milan-Itália) e Philippe Coutinho (Barcelona-Espanha);

Atacantes – David Neres (Ajax-Holanda), Éverton (Grêmio), Firmino (Liverpool-Inglaterra), Gabriel Jesus (Manchester City-Inglaterra), Neymar (PSG-França) e Richarlison (Everton-Inglaterra).

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.