Rio Branco,

Jovem morta com tiro na cabeça tinha saído de casa para ver amiga, diz família

Por G1

Débora Vieira foi morta no Conjunto Jetiquibá, na madrugada desta segunda (11). Namorado da vítima foi preso em flagrante pelo crime.

Publicidade

Inconformados com o assassinato de Débora Cristina Araújo Vieira, de 19 anos, familiares estiveram no Instituto Médico Legal (IML) e falaram para o G1que a jovem tinha saído de casa na sexta-feira (8) para visitar uma amiga. Débora foi morta com um tiro de escopeta na cabeça e o principal suspeito é o namorado dela, Rogério da Silva Brito, de 18 anos.

Brito foi preso no local do assassinato, confessou o crime e foi levado para a delegacia. O crime deve ser investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) como feminicídio.

“A gente não sabia nem onde ela estava. Morava com a família na [bairro] Estação e saiu de casa na sexta dizendo que ia na casa de uma amiga. Hoje [segunda,11] ligaram dizendo que ela estava morta”, contou uma parente que pediu para não ter o nome divulgado.

Ainda segundo os parentes, uma tia da jovem que mora perto do local do crime ligou avisando que Débora estava morta. A família contou também que não conhece e nem sabia do envolvimento de Débora com Brito.

“Eu tinha visto ele uma vez. Ela estava nessa casa e ligou para ir buscar ela porque estava sem a passagem do ônibus. Estavam bebendo, mas nunca falou que namorava ele. Disseram que ele falou que estava arrependido, que estavam brincando. Ele não explicou por que fez isso”, comentou a familiar.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade