Rio Branco,

Sorteio do Grupo Recol para Show “Cabaré” não tem autorização da Caixa Econômica Federal. Empresário segue réu em ação por desvio de patrimônio familiar

Por acjornal

A campanha lançada pela Recol Farma, uma das empresas do Grupo Recol, promove sorteio sem observar as disposições legais. O acjornal verificou que a promessa de levar 4 casais ao show Cabaré, com os sertanejos Leonardo e Eduardo Costa, não possui autorização da Caixa Econômica federal , obrigatória para esse tipo de promoção. O evento não consta na lista de promoções legalizadas em 2017.

Publicidade

O administrador do Grupo Recol, Marcello Henrique Moura, responde a varios processos na justiça por diversas irregularidades cometidas em sua gestão.Duas delas dizem respeito à contratação de empresas próprias para desviar o patrimônio familiar. Uma dessas empresas é a MHE Moura (iniciais do empresário) que tem recebido milhões de reais das empresas do grupo tendo apenas 12 funcionários registrados, segundo dados coletados junto ao INSS.

Outra empresa, a PWS Publicidade e Propaganda, tem como sócio o publicitário Rodrigo Pires, virtual candidato a deputado.Esta empresa teve participação ativa na promoção de candidatos nas últimas eleições aqui no Acre e em Rondônia, apesar dessa “ajuda” não estar devidamente apontada no TRE. Além disso, a MHE também tem recebido outros milhares de reais do grupo familiar sem demonstrar todo o trabalho realizado. Outra consulta junto ao INSS revela que está empresa não possui sequer funcionários registrados. A reportagem tem em seu poder os contratos em que assinam apenas Marcello Moura por ambas as empresas, na condição de contratado e contratante.

Outra curiosidade é que, segundo seu contrato social registrado na Junta Comercial, ela tinha como sede a TV Gazeta, uma das empresas do Grupo Recol. O ACJornal apurou que nenhum aluguel era pago durante todo esse período. Além disso, seu sócio, Rodrigo Pires, também tem cargo diretivo na emissora do grupo, sendo responsável pela captação de merchandising e outras parcerias com a iniciativa privada.

Todas essas irregularidades estão sendo tratadas judicialmente em processos que correm sob sigilo. Por outro lado, o sorteio realizado pela rede de supermercados Araújo preencheu todos os requisitos legais e está devidamente autorizado. Veja AQUI quais os sorteio aprovados pela caixa.

Oportuno lembrar que o verso do cupom da Recol Farma sequer apresenta o regulamento da promoção, exigido por lei. O período da vigência (16/10/2017 a 23/10/2017) também está equivocado, uma vez que o sorteio ainda será realizado.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade