Siga-nos

Aguarde processando...

X

Polícia identifica suspeito de latrocínio de homens achados mortos na zona rural de Rio Branco

G1

Delegado diz que suspeito foi preso no último dia 11, mas caso foi registrado como furto e ele liberado na audiência de custódia.

A Polícia Civil já identificou o autor das mortes de Euderico Augusto Leite e Manoel Carneiro da Silva. Os dois foram achados mortos na tarde desta segunda-feira (13), no Ramal Colibri, na Estrada do Quixadá, zona rural de Rio Branco.

A informação foi confirmada nesta terça (14) pelo delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rêmulo Diniz. O caso é investigado como latrocínio. O criminoso, segundo o delegado, foi preso por uma guarnição do 2° Batalhão da Polícia Militar no último dia 11 desse mês em um barco no rio logo após o Ramal Colibri.

No entanto, inicialmente, o caso havia sido registrado na Delegacia de Flagrantes (Defla) como furto e o homem liberado na audiência de custódia. Com ele, a polícia encontrou um televisor e duas espingardas. O barco e o material estavam queimados e o homem relatou à PM que foi abastecer e o barco incendiou, mas o motor ainda funcionava.

“Foram ouvidas testemunhas que apontaram a falta de objetos na casa inclusive as espingardas que eles (vítimas) tinham registradas. Fizemos a identificação do autor bem como as circunstâncias do crime de latrocínio. Já representamos pela prisão e fazemos buscas”, afirma Diniz.

Entenda o caso

Dois homens foram encontrados mortos no início da tarde de segunda (13). Nesta terça (14), a DHPP confirmou que o caso trata-se de um latrocínio. Ao menos R$ 2,5 mil foram roubados na casa onde os dois moravam. Segundo a PM, uma das vítimas foi degolada e o corpo achado na casa da propriedade.

Já a segunda vítima foi encontrada no roçado do terreno que pertencia aos homens. A hipótese é de que as mortes tenham ocorrido no último dia 9 desse mês. O tenente Dário de Almeida, do 2° Batalhão da PM-AC, chegou a dizer ao G1 que o caseiro da propriedade seria o principal suspeito de cometer o crime.

Polícia foi até o local resgatar os corpos  (Foto: Luízio Oliveira/Arquivo Pessoal )

Polícia foi até o local resgatar os corpos (Foto: Luízio Oliveira/Arquivo Pessoal )

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.