Siga-nos

Aguarde processando...

X

Polícia procura acusados de esquartejar corpo de mulher achado em malas em igarapé de Rio Branco

G1

O delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rêmulo Diniz, disse que a polícia já tem uma linha de investigação.

O caso das duas malas achadas com pedaços de um corpo esquartejado, no Igarapé da Judia, em Rio Branco, é Investigado pela Polícia Civil. Ao G1, nesta segunda-feira (13), o delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rêmulo Diniz, disse que a polícia já tem uma linha de investigação e tenta localizar oos acusados.

O Instituto Médico Legal (IML) confirmou oficialmente, nesta segunda (13), que o corpo dentro das duas malas é realmente da diarista Marcela Andreia Ferreira Barroso, de 28 anos. Segundo o órgão, o corpo já estava em estado avançado de decomposição.

“Já sabíamos que o corpo era dela, mas aguardávamos a informação oficial. Vamos continuar a linha de investigação que tínhamos. Dentro disso, vamos apurar se o crime tem ou não ligação com facções criminosas”, explicou Diniz.

Família afirma que corpo encontrado em mala seria da diarista Marcela Andreia (Foto: Arquivo da família)

Família afirma que corpo encontrado em mala seria da diarista Marcela Andreia (Foto: Arquivo da família)

Corpo esquartejado em mala

A primeira mala com partes do corpo da diarista Marcela Andreia foi achada por moradores no último dia 7 deste mês dentro do igarapé Judia. Inicialmente, a identificação tinha sido feita por familiares no IML no dia 8.

Já no dia 10 de novembro, uma segunda mala com pedaços do corpo também no igarapé, próximo ao local da primeira.

Ao G1, um parente, que pediu para não ser identificado, contou, na quarta (8), que a família não tinha contato com a diarista há dois dias. Marcela morava com a família no bairro Seis de Agosto, mas tinha se mudado recentemente.

“Não sabemos onde ela estava morando. Falava pouco com a gente. Estava morando com alguém, mas não sabíamos com quem”, falou.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.