Siga-nos

Aguarde processando...

X

CAVEIRA: Cabo PM filho de Sena Madureira conclui difícil curso do BOPE no Rio de Janeiro

senaonline

De 279 integrantes que iniciaram o curso, somente um grupo seleto de 14 deles conseguiu receber o certificado

O policial militar Ezemir Coutinho, o Cabo Coutinho, 29 anos, natural de Sena Madureira é o mais novo Caveira formado pelo BOPE do Rio de Janeiro. O Curso de Operações Especiais Carioca é um dos mais difíceis e cobiçados entre as forças de segurança do país.

Para se ter uma noção do auto grau de dificuldade e resistência do certame, de 279 integrantes que iniciaram o curso somente um grupo seleto de 14 deles conseguiu receber o certificado de conclusão, sendo que o restante “pediu pra sair”, como retratado no filme Tropa de Elite.

Dos 14 novos caveiras, somente 3 são de fora do estado do Rio, sendo um do Mato Grosso, um do Maranhão, e o Cabo Coutinho, do Acre.

Ezemir Coutinho iniciou sua carreira nas forças de segurança como agente penitenciário em Sena, depois ingressou na PMAC, e na sequência fez o curso do BOPE acreano e da força nacional, por último, o mesmo foi ao Rio de janeiro para o famoso curso de Caveira.

De volta ao Acre, o senamadureirense deve se reintegrar ao batalhão de operações especiais – BOPE do estado com sede na capital.

Um de seus amigos de corporação, o aluno-oficial PM, Fábio Diniz, fez uma referência ao mesmo. “Ezemir é tido como um policial de excelência, dado o seu potencial físico e sua capacidade intelectual. É sem dúvidas um dos melhores policiais em atividades no Acre, um autêntico acreano que muito nos honra”, disse.

De família humilde, Coutinho era morador no bairro Cristo Libertador e chegou a trabalhar como abastecedor de prateleira em um pequeno comércio em Sena. Foi através de esforços intelectuais que o mesmo conseguiu sua ascensão profissional.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.