Rio Branco,

Operação Buracos: “Não coloquem culpa na oposição, a questão é de polícia”, diz líder do PP

Por evandrocordeiro

Publicidade

A condução coercitiva do prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), feita pela Polícia Federal, por meio da qual ele depôs sobre as obras suspeitas da BR-364, onde há indícios de corrupção, fez com que o PT colocasse seu exército das redes sociais para achar um culpado. E eles acharam: a oposição. Choveu pancadaria contra líderes como o senador Gladson Cameli (PP), por exemplo, acusado de “estar por trás” das operações da PF.

O presidente do PP, ex-deputado José Bestene, reagiu aos ataques, afirmando que a oposição não exerce nenhuma influência sobre a Polícia Federal, muito menos sobre a Justiça. “Essa operação pegou até mesmo a oposição de surpresa”, afirmou o líder. O problema do PT e da ex-direção do Deracre é com a polícia e não com a oposição. “Com a oposição eles vão se enfrentar em 2018”, diz o experiente presidente pepista Bestene.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade