Siga-nos

Aguarde processando...

X
Loading...

Palestra sobre insetos no Brasil é ministrada na Ufac

Ascom/Ufac

A Universidade Federal do Acre (Ufac), por meio do programa de pós-graduação em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais, realizou na tarde desta sexta-feira, 13, no bloco dos Mestrados, a palestra “Diversidade de Insetos no Brasil: Estado da Arte do Conhecimento”, ministrada pelo pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), José Albertino Rafael. Ele é editor sênior do livro “Insetos do Brasil”. Lançado recentemente, o livro é a maior referência técnica e científica na área.

 

O pesquisador ressaltou que o Brasil possuiu a maior biodiversidade do mundo, mas lembrou que é preciso conhecê-la melhor. “Pretendemos, com essa palestra, incentivar uma nova geração de universitários a dedicar-se e estudar diferentes grupos taxonômicos para poder conhecer essa diversidade e deixar essa informação para as futuras gerações”, disse. “A Amazônia é o celeiro da riqueza de nossa biodiversidade, mas não conhecemos nem 30% dela. Tem muita coisa a ser desvendada, principalmente em relação aos animais invertebrados.”

 

A realização da palestra teve apoio da Rede Biodiversidade de Insetos na Amazônia (BIA), com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A Rede BIA funciona em parceria com quatro Estados da Amazônia Ocidental: Roraima, Amazonas, Acre e Rondônia. O objetivo da rede é fazer com que os membros de instituições desses Estados trabalhem em parcerias que envolvam pesquisadores, professores, alunos e técnicos para contribuir com o aumento do conhecimento da biodiversidade amazônica.

 

Curso

 

José Albertino Rafael também ministrou, juntamente com a professora Rosaly Ale Rocha, o curso “Entomologia Prática: Morfologia, Coleta e Identificação”, de 9 a 13 de outubro, no laboratório de ecologia de insetos, no campus-sede da Ufac, em Rio Branco.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.