Siga-nos

Aguarde processando...

X
Loading...

Coordenador de trânsito atropelado deixa UTI e é transferido para Hospital das Clínicas em Rio Branco

G1

Jones Silva foi atropelado por motoqueiro ao atravessar rua na Avenida Ceará, em Rio Branco. Mulher afirma que melhora é gradativa, mas ainda não há previsão de alta.

O coordenador do Comando de Fiscalização de Trânsito (Ciftran), Jones Costa Silva, que foi atropelado por um motociclista no dia 14 deste mês e internado em estado grave, já saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Ele deixou a UTI na última quarta-feira (4) e foi transferido para o Hospital das Clínicas (HC).

A esposa dele, Regiane Cristina de Oliveira, de 35 anos, diz que Silva já movimenta algumas partes do corpo e continua respondendo a estímulos físicos. Apesar da melhora, que segundo a mulher é gradativa, ainda não há previsão de alta.

“Clinicamente ele já está se recuperando, mas ainda não conseguiu recuperar totalmente a consciência devido á pancada na cabeça”, conta.

“Regiani comemora ainda pequenos progresso apresentados pelo marido. “Ele já abre os olhos, mexe algumas partes do corpo e responde aos estímulos em alguns momentos, porém ele ainda não fala. Ele já não respira mais com a ajuda de aparelhos. Ainda temos que aguardar para saber da parte neurológica. Ele vai passar por reabilitação quando estiver mais estável clinicamente”, explica.

Regiane fala ainda que o coordenador do Ciftran passou por cirurgias no braço esquerdo e na perna direita devido a fraturas causadas durante o acidente. Após ser liberado, ele vai passar por fisioterapia.

“[A equipe médica] diz que ele não recuperou a consciência por causa da pancada e temos que aguardar essa melhora. Fomos orientados a ficar estimulando ele. Se Deus quiser logo ele desperta, estamos confiantes”.

G1 entrou em contato com Manoel Lima, pai de Dyego Cabreiro de Lima, de 21 anos, que conduzia a moto que atropelou o coordenador do Ciftran. Porém, não obteve retorno até esta publicação.

Entenda

O acidente ocorreu na Avenida Ceará, em Rio Branco, no dia em que Jones Costa Silva fazia aniversário e vários amigos postaram felicitações no Facebook. O coordenador teve afundamento de crânio e logo em seguida foi encaminhado ao Hospital de Urgência e Emergência da capital.

Já o condutor da motocicleta, Dyego Cabreiro de Lima, de 21 anos, também foi levado à unidade com hemorragia cerebral e foi entubado. Lima não tem carteira de habilitação e responde a um processo por desobediência na Vara de Execuções de Penais e Medidas Alternativas, segundo o Departamento de Trânsito (Detra-AC).

Na ocasião, o pai do jovem lamentou o ocorrido e disse que o filho havia tirado a primeira carteira e perdeu antes de chegar o prazo final da provisória. “Ele perdeu o direito por dois anos e já estava tirando outra novamente, aí foi acontecer isso infelizmente. Meu filho é acadêmico de engenharia civil, tem residência fixa, é casado, é um cidadão de bem”, declarou Manoel Lima na época.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.