Siga-nos

Aguarde processando...

X
Loading...

CNH digital deve ser implantada no Acre até fevereiro de 2018, diz Detran

G1

Ferramenta digital vai conter todas as informações da versão impressa, segundo Detran-AC. Condutor vai poder acessar CNH por meio de aplicativo.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na versão digital deve ser implantada no Acre até fevereiro de 2018, mesma data em que passa a ser usada em todo o Brasil. A informação foi confirmada, nesta quarta-feira (11), pelo Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC).

O órgão disse que ainda não é possível falar sobre o impacto financeiro da medida e destaca que as CNHs impressas continuam valendo. A plataforma digital é mais um recurso que pode ser usado pelo condutor em casos de blitz, por exemplo. O Detran-AC acrescentou que não está definido se os motoristas vão ter que pagar alguma taxa.

No entanto, devem seguir o exemplo do Detran-GO que não vai cobrar custo extra para quem já possui CNH impressa e fizer a solicitação pela digital até o fim do ano. A partir de então, será cobrado o valor de R$ 10.

A ferramenta, de acordo com o órgão, vai armazenar todas as informações contidas na versão impressa. O Detran-AC explica que o aplicativo vai ser disponibilizado para os condutores que tiverem a CNH com QR Code, para garantir a autenticidade das informações. O documento com esse recurso começou a ser impresso no estado em em maio deste ano.

O documento digital vai ter o mesmo valor jurídico do impresso, com o diferencial da praticidade e segurança das informações que são repassadas pelos órgãos estaduais para um banco de dados.

O aplicativo, segundo o Detran-AC, foi desenvolvido por uma empresa de tecnologia da informação do Governo Federal para Denatran. Após a fase de adaptação, o app deve passar por atualizações e oferecer serviços como informações de infrações, ser avisado quando a CNH estiver perto de vencer e também sobre campanhas de órgãos de fiscalização no trânsito.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.