Siga-nos

Aguarde processando...

X

Após liminar, enfermeiros ficam proibidos de requisitar exames e Coren emite nota de esclarecimento

contilnetnoticias

Ação ajuizada pelo Conselho Federal de Medicina pode multiplicar o tempo de espera nas filas de atendimento em Rio Branco

No último dia 26 de outubro a Justiça Federal concedeu uma liminar que desautoriza os enfermeiros de Rio Branco a encaminhar pedidos de exames sem passar posteriormente por um consenso de um médico responsável.

De acordo com membros da categoria no Estado do Acre, o grande problema da decisão é a complicação de uma logística que pode multiplicar o tempo de espera nas filas de atendimento nas unidades de saúde.

Entre os exames que não podem mais ser encaminhados pela enfermagem estão: Pré-natal, testes rápidos, PCCU e mamografia. Todos estes e alguns outros necessitam agora de um encaminhamento médico para só então chegar às mãos dos enfermeiros.

Vale ressaltar que a medida, que teria sido fruto de uma ação ajuizada pelo Conselho Federal de Medicina, é válida por 30 dias e categoria foi orientada a seguir dentro dos parâmetros jurídicos para evitar qualquer complicação a mais com a lei.

No entanto, fica registrado o pedido dos enfermeiros para que a decisão seja revista após o prazo, para evitar que o caos se instaure no sistema de saúde nacional.

Clique aqui e confira a nota de esclarecimento do Coren no Acre.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.