Siga-nos

Aguarde processando...

X
Loading...

Ponte da amizade é bloqueada por familiares de brasileiro sequestrado e levado para La Paz

O Alto Acre

Familiares do acreano Sebastião Nogueira do Nascimento, sequestrado no mês de fevereiro desde ano por policiais bolivianos no Bairro José Hassem, na cidade de Epitaciolândia, voltaram a bloquear a Ponte da Amizade, que liga o Acre à Cobija na manhã deste sábado, dia 12.

Segundo os familiares, o motivo dar-se-á, após presenciar a transferência brasileiro para o presídio de San Pedro, conhecido como ‘Chanchocoro’, localizado na região montanhosa de La Paz, além de ser considerado o pior do país.

Sebastião foi condenado pela justiça boliviana por envolvimento em vários delitos, incluindo no sequestro do filho de um senador na região vizinha de Pando. Após várias audiências, foi condenado e cumpria pena no presídio de Villa Busch, distante cerca de 7 km de Cobija.

Após seu sequestro, os familiares chegaram a bloquearam a mesma ponte por duas semanas, causando transtornos para o lado boliviano que quase ficou sem o combustível que chega pelo lado brasileiro. Somente com ordem de reintegração emitida por um juiz, a mesma foi desobstruída pela Polícia Federal no início do mês de março.

Segundo foi informado, a família teria a garantia da permanência do brasileiro no presídio de Villa Bush, onde poderia receber ajuda, uma vez que os detentos na Bolívia, tem que trabalhar e pagar por sua permanência.

Temendo pela vida do brasileiro, por não terem como custear a permanência de Sebastião tão longe, resolveram bloquear a ponte por tempo indeterminado afim de chamar atenção das autoridades para o caso.

O acesso para o lado boliviano, ou vice-versa, está liberado pela ponte Wilson Pinheiro, na cidade vizinha de Brasiléia.

 

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.