18 maio 2022 4:03
18 maio 2022 4:03

Festival Bunawa reúne quase 700 pessoas em aldeia de Tarauacá

festa milenar

Por Redação Ecos da Notícia

A primeira edição do Festival Bunawa foi realizada na última semana na Aldeia Pinuya, em Tarauacá. A festa, que celebra a fartura, reuniu quase 700 pessoas, entre indígenas de três povos e outros convidados.

Povos de pelos menos seis terras de Feijó e Tarauacá, das etnias Huni Kui, Ashaninka e Shanenawa, participaram da festa. O festival é mais uma oportunidade de integração entre as comunidades.

“Estas iniciativas são importantíssimas para o fortalecimento da cultura indígena. Esses espaços proporcionam os intercâmbios entre os mais diferentes modos e costumes de cada etnia”, lembrou Zezinho Yube, assessor especial dos Povos Indígenas do governo do Acre.

Investimentos

Hoje as aldeias contam com boa infraestrutura. Em algumas delas o Programa Nacional de Habitação Rural Indígena (PNHRI) já é uma realidade. O Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) também já executou suas ações, por meio do programam Água para Todos.

A Aldeia Pinuya é um grande exemplo para a região do Tarauacá/Envira, pois integra as atividades do programa de piscicultura e de recuperação de áreas degradas.

Os indígenas já têm áreas de plantação de macaxeira, milho, frutíferas e até comercialização a produção excedente.

Parcerias

O Festival Bunawa contou com o apoio do governo do Estado, que disponibilizou recursos do Programa Global de Redução de Emissão de Gases do Efeito Estufa (REM), financiado pelo Banco Alemão de Desenvolvimento KfW.

“Nós últimos anos nós temos tido bastante apoio do governo e de outras instituições. Essas parcerias são essenciais para que a gente consiga realizar essas festas, que fortalecem a cultura e nossa identidade”, lembrou o cacique Assis Gomes Kashinawa.

Etnoturismo

Para este ano pelos menos 26 festivais estavam planejados, grande parte já realizados. Muitos deles contam com a participação de pessoas do mundo inteiro. O governo tem papel fundamental.

“Nós temos no Acre etnias e cada uma delas tem sua cultura e essas peculiaridades são apresentadas aos turistas. O Plano Estadual de Turismo apontou que nós precisamos trabalhar essa identidade acreana, pois é isso que nos difere dos demais estados da Amazônia. O governo tem atuado no sentido de promover esses festivais”, destacou Rachel Moreira, secretária de Turismo e Lazer do Acre.

Próximos Festivais

III Festival Huni Kui da Terra Indígena do Caucho: de 10 a 16 de julho de 2017
Festival Atsá – Povo Puyanawa: de 19 a 23 de julho de 2017
Festival Mariri Yawanawa: de 7 a 11 de agosto de 2017

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.209 outros assinantes

ÚLTIMAS