Siga-nos

Aguarde processando...

X
Loading...

Homem tem surto em voo para Rio Branco e é contido por passageiros; veja o vídeo

Passageiro conta que homem precisou ser amarrado em cadeira de avião.
Latam disse que passageiro teve ‘comportamento indisciplinado a bordo’.

Redação Ecos da Notícia

Após ter um surto durante um voo, um homem precisou ser contido por ao menos três passageiros depois de tentar ter acesso à área restrita da aeronave e chegar até a porta de saída e cabine do piloto, segundo relatos de um passageiro, o taxista Waldo Soares, de 30 anos. A testemunha disse ainda que o homem aparentava estar bastante nervoso e assim que o avião decolou, ele levantou da cadeira, mesmo com os pedidos das aeromoças para que ele se sentasse.

O voo da Latam JJ3584 tinha partido de Brasília e estava a caminho da capital acreana, Rio Branco, na noite de sábado (18) quando o passageiro, segundo Soares, incontrolável, não respeitou as ordens da tripulação. Ele precisou ser contido por passageiros e pela tripulação e acabou seguindo viagem amarrado em uma cadeira até o destino final.

A Latam comentou sobre o caso por meio de nota. “A Latam Airlines Brasil informa que realizou o desembarque de um passageiro do voo JJ3584 (Brasília – Rio Branco) de sábado (18) em função de comportamento indisciplinado a bordo. A empresa reforça que segue os mais elevados padrões de segurança, atendendo rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”, afirmou.

O taxista que estava no voo conta que sua mãe, de 63 anos, passou mal devido ao incidente.
“Na verdade ele já chegou no avião alterado e nervoso, parecia não entender o que as pessoas falavam e disse que estava com medo. Assim que a aeronave decolou, ele levantou e daí em diante ele se manteve em pé. Ele estava sozinho. Após mais de uma hora de voo, ele tentou pular na parte onde fica a parte a porta de saída e a cabine do piloto. Alguns passageiros tentaram contê-lo”, detalha taxista.

O passageiro afirma ainda que o homem chegou a tirar o cinto que usava na calça e colocou nas mãos, mas que não chegou a ameaçar ninguém e não se mostrou violento.

“Ele aparentava ter algum problema, síndrome de pânico. Algumas pessoas, mais de idade, ficaram muito nervosas. Minha mãe passou mal, ficou em pânico, se tremendo e com falta de ar. Depois de um tempo, conseguiram agarrar ele e amarram as mãos e os pés dele. Ele veio preso a uma cadeira até Rio Branco”, conta Soares. Com informações g1acre

Veja o vídeo:

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.