Rio Branco,

Temer negociou doação para campanha em troca de ajuda a Odebrecht

Petrolão

Por Do Noticias ao minuto

Publicidade

O presidente Michel Temer foi apontado em depoimento de um ex-executivo da Odebrecht para a Lava Jato como um dos participantes de uma reunião para tratar de doações para a campanha eleitoral do PMDB em 2010. Em troca, ele facilitaria a atuação da construtora em projetos da Petrobras.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a reunião foi realizada no escritório do presidente em São Paulo. Estavam presentes também o deputado cassado Eduardo Cunha, João Augusto Henriques, apontado como um dos lobistas do PMDB na Petrobras, e do então presidente da Odebrecht Márcio Faria.

Na ocasião, Temer era deputado federal, presidente do PMDB e candidato a vice na chapa da ex-presidente Dilma Rousseff. Cunha concorria à reeleição para a Câmara.

De acordo com a matéria, Faria seria o executivo que detalhou a reunião no seu acordo de delação premiada.

A assessoria de Temer admitiu à reportagem que Cunha levou um empresário ao seu escritório em 2010. O presidente diz que “pode ser o referido senhor Márcio Faria, mas não pode garantir”.

 


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade