Rio Branco,

Policia Civil prende autor de vídeo de mutilação de corpo- VEJA VÍDEO

Por Redação Ecos da Notícia com informações da Ascom/PC

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 6, na sede da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (Dhpp) foi apresentado Anacleto dos Santos Moreira, 18, acusado de produzir um vídeo onde mostra um jovem sendo decapitado e esquartejado por criminosos e divulgado em redes sociais. A apresentação do acusado contou coma presença dos secretários, Emylson Farias, Segurança Pública e Carlos Flávio da Polícia Civil, além do Delegado Roberth Alencar que preside a investigação.

Publicidade

Anacleto foi preso na segunda-feira (05), durante diligências que estão sendo realizadas pela Polícia Civil. Em depoimento ao delegado Roberth Alencar, informou o local onde o corpo do jovem Gabriel Nunes, de 17 anos, que aparece esquartejado foi ocultado.

A investigação identificou todos os envolvidos no assassinato brutal, inclusive o mandante do crime. A autoridade policial já formalizou o pedido de prisão preventiva dos acusados.

Anacleto confessou o crime e entregou as pessoas que participaram do ato. Osparticipantes de outro vídeo, que mostra membros do B13 esquartejando edecapitando um membro do CV, Richard Rodrigues , 16, também foram identificados.

A prisão do investigado ocorreu 24 horas após a Polícia Civil tomar conhecimento dos fatos registrados na Dhpp. O acusado tinha a posse de uma espingarda de fabricação artesanal e foi preso em uma residência localizada na região do Belo Jardim ll.

A polícia acredita que o investigado tenha participação em outras execuções e em um segundo vídeo tendo como vítima Richard Rodrigues, de 16 anos. Anacleto tem passagens na polícia pelo crime de roubo qualificado e desaparecimento de pessoas, furto, homicídio e receptação.

“Não admitimos situação como essa no Estado. Nossa função é restabelecer a ordem pública, as pessoas envolvidas nos vídeos que mostram pessoas sendo mutiladas, já foram identificadas e suas prisões devem ocorrer nas próximas horas”, explicou Emylson Farias.

Farias observa que a população ao receber um material macabro, como esses vídeos, não disseminá-los ajuda as forças de segurança.

O secretário de Polícia Civil, Carlos Flávio, enalteceu o trabalho pontual da especializada. “Conseguimos, em menos de 24 horas elucidar um crime repugnante, onde seus autores mostram desprezo total pela vida humana. A prisão, neste caso, é resposta que a sociedade espera do Estado”, disse.

Um novo vídeo que circula no WhatsApp mostra a crueldade das facções criminosas durante o esquartejamento de mais um suposto membro de facção rival. Ele é esquartejado no chão, ainda vivo, com golpes de terçado.

“Isso é pelo mano Maguin, tá ligado moleque. Isso é pelo mano Maguin, malandro. É nós. Vamos matar mais. Nós estamos juntos até depois da morte, família. B13 e Primeiro Comando da Capital, PCC”, diz um dos integrantes.

“É assim que nós faz. Só psicopata. Só moleque louco”, continua falando, enquanto outro bandido golpeia a vítima.

O delegado Roberth Alencar, informou que o ato cruel ocorreu em um terreno atrás de uma casa, onde uma organização criminosa se reunia no bairro Belo Jardim. “Richard Rodrigues, de 16 anos, é a vítima de outro crime com requintes de crueldade, ocorrido na mesma região, também atribuído à mesma organização criminosa”, ponderou.

 


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade