Rio Branco,

Edson Cavalcante avalia temporada e destaca foco no Mundial em 2017

Esporte

Por Globoesporte

edson-cavalcanteO velocista Edson Cavalcante Pinheiro, bronze nos 100m rasos, na Paralimpíada Rio 2016, encerrou as competições do calendário anual com medalha de prata na última etapa do Circuito Nacional Paralímpico, disputada nos dias 12 e 13 de novembro, em São Paulo (SP). O acreano de 37 anos, nascido em Cruzeiro do Sul, distante 648 km de Rio Branco, avalia a temporada como uma das mais importantes de sua carreira. Edson ainda não sabe se disputará a Paralimpíada de Tóquio 2020 e afirma que o foco está em 2017, na preparação para o Mundial de Atletismo, na Inglaterra.

Publicidade

O paratleta compete na classe T38 e participou de três Paralimpíadas para chegar ao pódio, no Rio de Janeiro. Desclassificado nos 400m, em Pequim 2008 e em Londres 2012, teve resultados medianos nas edições anteriores. A melhor colocação era um quarto lugar nos próprios 100m rasos na China. Ele venceu uma competição em São Bernardo do Campo (SP).

– Corri os 100 metros e fiquei em terceiro lugar. No salto em distancia, não consegui classificação para a final, mas foi muito bom ter participado do circuito. Esse ano foi muito bom, foi um dos melhores anos para mim. Consegui fazer uma sequência boa na temporada, com a medalha do Rio, para finalizar. Agora começamos a base, pensando em melhorar a parte técnica para o ano que vem – destaca.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade