Rio Branco,

Buenos Aires aprova punição por assédio sexual em espaços públicos

Mundo

Por Notícias ao Minuto

naom_584aa38d0d88cA Assembleia Legislativa da cidade de Buenos Aires aprovou nesta semana que o assédio sexual em espaços públicos da cidade seja punido.

Publicidade

Segundo a nova lei, estará sujeito a multa de até 1.000 pesos (R$ 210) e até dez dias de trabalho comunitário quem for alvo de denúncia por fazer comentários sexuais e gestos obscenos, perseguir vítimas nas ruas e manter contato físico indevido, além de tirar fotos ou gravar vídeos sem consentimento.

A regra entrará em vigor em 120 dias após sua promulgação. Até lá agentes públicos serão capacitados para lidar com casos de assédio.

O texto é de autoria do legislador Pablo Ferreyra, da Frente para a Vitória -o mesmo partido da ex-presidente Cristina Kirchner.

“Segundo uma pesquisa divulgada no começo do ano, as mulheres começam a vivenciar situações de assédio nas ruas aos nove anos de idade, e 100% das mulheres entrevistadas afirmou ter sido vítima de assédio sexual em espaços públicos”, afirmou o deputado.

A Argentina tem vivido uma crescente mobilização contra a violência de gênero. Em outubro, mulheres do país organizaram uma greve nacional para protestar contra o estupro e o assassinato de uma adolescente. Com informações da Folhapress.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade