Rio Branco,

Bando fortemente armado aterroriza em Porto Acre e a caminho de Rio Branco troca tiros com a PM

Por Redação Ecos da Notícia

Publicidade

A noite deste sábado (17), foi de muita tensão para várias guarnições do 5º Batalhão da Polícia Militar, Batalhão de Operações Especiais – BOPE, Batalhão de Trânsito e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU.

O bando fortemente armado “tocou” o terror no município de Porto Acre, distante de Rio Branco, cerca de 90 km.

Equipes do 5º Batalhão foram deslocadas para o município, auxiliar uma equipe que já se encontrava na cidade, além disso uma equipe do SAMU foi acionada para socorrer um homem que foi alvejado com um tiro no peito, efetuado pelo bando.

De acordo com informações o bando começou a trocar tiros com os militares ainda na Rodovia AC 10 – Estrada de Porto Acre, em uma fuga alucinada em direção a Rio Branco.

Enquanto isso as guarnições pediam reforços via Rádio ao CIOSP que enviou duas equipes do BOPE, Batalhão de Trânsito para tentar interceptar o bando que fugia em um veículo de cor branca de placas OXP 1361, foi interceptado na altura do km 07 sentido Porto Acre Rio Branco, mas conseguiu “furar” a primeira barreira, mas na altura do km 02, próximo a Distribuidora Karina, o bando mesmo se deparando com cinco guarnições da Polícia Militar, não se intimidou e partiu para o confronto.

Segundo informações o motorista do veículo que estaria em velocidade aproximada de 160km/hora, em nenhum momento reduziu a velocidade, mesmo diante da troca de tiros, até que perdeu a direção e saiu da pista.

E finalmente o bando se rendeu, pois o número de policiais militares nesse momento era de aproximadamente 20 homens.

Na troca de tiros um adolescente de 16 anos, foi alvejado com um tiro no braço, que transfixou e atingiu órgão internos, ele foi socorrido por uma equipe de suporte avançado do SAMU e encaminhado ao Pronto Socorro de Rio Branco, onde foi submetido a uma cirurgia e não correr risco de morte.

Foram presos Mauricio Silva de Almeida, de 30 anos, Lucas Costa da Silva e Fábio Lopes Paula, ambos de 20 anos.

Bando pretendia cometer roubos e executar rivais na capital

Segundo informações da polícia o bando pretendia cometer assaltos e executar rivais em Rio Branco.

Em poder do quarteto foram aprendidas três espingardas, sendo duas calibre 28 e uma calibre 12, mais de 40 munições intactas, dois tabletes de maconha, e um papelote de cocaína.

O veículo em que o bando se encontrava foi atingido diversas vezes por tiros efetuados pelos militares na tentativa de fazer com que os criminosos se rendessem.

Os três presos foram encaminhados para a Delegacia de Flagrantes – DEFLA, onde não se negaram a esclarecer o que pretendiam fazer em Rio Branco e nem o que teria motivado o ataque no município de Porto Acre e a tentativa de homicídio contra um morador da cidade.

Para a Polícia Militar essa foi uma ocorrência de grande proporção e de resultado positivo para os militares, que mesmo diante de intensa troca de tiros, conseguiu neutralizar o bando, e que o ferido que foi socorrido, diante da tensão do momento foi possível evitar mortes de ambos os lados.

O trio foi entregue a Polícia Civil que dará continuidade na investigação e tentar descobrir qual seria o alvo do bando na capital, se todo arsenal apreendido em poder dos criminosos pertence a alguma facção criminosa.

 

 


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade