Rio Branco,

Vice-presidente do Rio Branco diz que momento não é de investir no futebol

Esporte

Por Globoesporte

sigliaA participação do Rio Branco-AC no futebol na temporada 2017 é uma incógnita. Com dívidas que ultrapassam R$ 2,5 milhões, o Estrelão corre contra o tempo para tentar encontrar soluções para os problemas financeiros, que têm prejudicado até mesmo o pagamento dos funcionários do clube. São dois meses de atraso dos salários, além de duas folhas salariais de atletas que defenderam o time profissional nesta temporada ainda abertas. Diante de toda a situação crítica, a direção do clube, que deveria ficar na administração até o fim de 2017, decidiu renunciar na noite desta segunda-feira (21), e passar a responsabilidade para alguém que tenha disposição e interesse em contribuir para ajudar a salvar o Estrelão.

Publicidade

Durante a reunião com o Conselho Deliberativo, nesta segunda, na Associação Comercial, na capital acreana, a vice-presidente Siglia Abrahão, falou sobre o que viu durante os 11 meses de manda toque exerceu e deixou uma recomendação: não é momento para investir em futebol.

– Na realidade, procuramos assumir essa diretoria com muita responsabilidade e achando que poderíamos ajudar mesmo o clube em algumas situações. Sinto que a gente conseguiu algumas coisas, mas de uns meses para cá a situação ficou realmente insustentável. Advogados que não tomaram conta dos processos, faltou atenção, cuidado. Não estaria nessa situação, mas está. Hoje o Rio Branco tem duas coisas urgentes. É hora dos conselheiros se unirem. E precisa de uma gestão, na minha opinião, profissional. Uma pessoa precisa estar lá todos os dias tomando contado dos mínimos detalhes daquele clube. Investir no momento em futebol, acho que não pode. O dinheiro que entrar nesse clube hoje é para resolver os problemas do passado, que foram criados e deixaram chegar no ponto que está – disse durante fala aos membros do Conselho.

Vice-campeão acreano em 2016, o Estrelão tem calendário cheio no próximo ano. Além de disputar o campeonato estadual, o Alvirrubro tem vaga garantida na Copa do Brasil e no Brasileiro da Série D. Além disso, o time sub-19, campeão estadual, tem lugar reservado na Copa São Paulo de Futebol Júnior, que será realizada em janeiro.

Diante da renuncia da diretoria, o presidente do Conselho Deliberativo, Getúlio Pinheiro, indicou a formação de uma comissão para dirigir o clube por um período de 30 dias, até que sejam realizadas novas eleições para cobrir o mandato em aberto até o fim de 2017. A comissão será formada por Pinheiro, pelo ex-gestor de futebol do Estrelão, Carlinhos Farias, e pelo conselheiro José Macedo Bezerra.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade