Rio Branco,

Spotify corrige bug que enche computador de dados desnecessários

Falha

Por Por Notícias ao minuto

ecos-14112016-falha

Publicidade

O Spotify para desktops, em sua nova versão, irá corrigir uma falha que armazenava uma grande quantidade de dados desnecessários no disco dos usuários. O bug foi detectado em junho deste ano, no entanto, foi resolvido apenas cinco meses depois.

Segundo o Techtudo, o problema do app representa um risco para usuários de discos SSD, por exemplo. Tais dispositivos de armazenamento possuem um “tempo de vida” limitado, e este limite depende do número de vezes em que novos dados são gravados.

Findando a vida útil – de forma antecipada – do hardware, a sua substituição será necessária em um período de tempo menor do que normalmente seria sem o problema gerado pelo bug.

As versões do Spotify para Linux, Mac OS X e Windows são afetadas pela falha. O problema foi denunciado nos fóruns do aplicativo, com relatos de casos em que vários gigabytes de dados inúteis eram gravados – o que só acontecia quando a plataforma estava ociosa e não armazenava nenhuma música na memória local.

O tempo em que o aplicativo é deixado aberto, mas sem funcionar, influencia na quantidade de dados escritos. Ela alcança entre 5 a 10 GB em menos de uma hora e pode chegar a índices de cerca de 700 GB em casos prolongados.

De acordo com o Spotify, a nova versão, de número 1.0.42, está sendo lançada aos poucos para corrigir o bug.

 


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade