Rio Branco,

No AC, carcereiros são capacitados para usar equipamentos em presídio

Capacitação

Por G1 acre

agentes-1Para prevenir a entrada de objetos ilícitos no Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco, agentes penitenciários da unidade iniciaram, nesta sexta-feira (11), um  treinamento para uso de equipamentos de segurança. Cerca de 31 agentes participam do curso para manuseio de raio-X pórtico e de carga, além de raquetes.

Publicidade

No último dia 20, durante a entrega de marmitas, presos se rebelaram e tomaram conta de três pavilhões do ”Chapão”, onde ficam os sentenciados. Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) entraram na unidade e, inicialmente, conseguiram retomar os pavilhões L e K. O Pavilhão J foi o último a ser controlado. Após a rebelião, em coletiva, o governo afirmou que um carcereiro foi preso sob suspeita de fornecer armas para presos atuarem no complexo. Quatro presos morreram durante e logo após a rebelião.

No dia 3 desse mês, Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) e Secretaria de Segurança Pública anunciaram que os presídios do estado estavam recebendo os equipamentos para impedir a entrada de objetos. Além do FOC, os aparelhos foram instalados nos presídios de Senador Guiomard, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Sena Madureira , e nas unidades UP4 e Antônio Amaro em Rio Branco.

“É promovido pela direção do complexo. São dois dias de teoria e um de prática para aprenderem a manusear os novos equipamentos. Precisam saber o que pode entrar, o que é permitido por lei e o que não pode entrar”, explicou o diretor da unidade, Rames Mesquita.

O diretor ressaltou que o treinamento é oferecido para todos os agentes que ficam na guarda e em outros pontos do complexo. “Começamos na frente, devido nosso complexo ser maior, e precisa ter mais gente treinada”, concluiu.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade