Rio Branco,

Moradores reclamam de cratera, ponte e rua esburacada em Rio Branco

Moradores Reclamam

Por G1 acre

actv_cratera_1Moradores da Rua 10 de Junho, no bairro Casa Nova, em Rio Branco, reclamam de uma cratera que existe no local e que deixa a via intrafegável. O vigilante Giones Lopes Félix morano local e reclama que cada vez mais a erosão está destruindo a rua. O problema foi destaque em uma reportagem do Acre TV desta terça-feira (22).

Publicidade

O diretor de Obras da Secretaria de Obras Públicas do Acre (Seop), Gustavo Menezes, informou que a pasta está sabendo da situação da via e que já elaborou um projeto que deve resolver o problema.

“Há duas semanas, o prefeito [Marcus Alexandre] esteve no local e apontou dois problemas graves e mandou que a secretaria elaborasse o orçamento. Já enviamos para um processo licitatório e, assim que for concluído, solicitaremos que a empresa ganhadora inicie as obras de imediato. Esse processo deve levar de 30 a 40 dias”, garante.

Menezes disse que, mesmo assim, a Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (Emurb) vai fazer um serviço paliativo assegurando a trafegabilidade e o acesso dos pedestres no local.

“A gente que mora aqui tem a preocupação de passar pela rua. As fortes chuvas  que caíram na semana passada pioraram a erosão. Antes da chuva estava melhor, depois ficou muito pior. O poder público fez uma obra aqui e não foi de boa qualidade. Não houve aproveitamento dos recursos públicos foram desperdiçados nesse serviço”, reclama o vigilante Giones Félix.

Há poucos metros de distância da cratera, uma ponte que dá acesso ao bairro Tropical também incomoda os moradores e, segundo eles, não oferece segurança há quem precisa passar pelo local. “É difícil para a gente. Quando está chovendo é pior porque não dá para sair daqui”, diz a dona de casa Josefina Pedro da Silva.

A aposentada Carmem Sena , que também mora no bairro, diz que se nada for feito aos moradores vão ficar isolados. “Quem mora nessa parte não vai conseguir passar por nenhum lugar. A gente quer saber se ninguém vai vir aqui arrumar isso”, questiona.

Sobre a passarela, o diretor de Obras informou que já tem uma equipe no local para sanar a situação. “Já iniciamos os trabalhos de construção de uma nova passarela”, afirmou.

Parque dos Buritis
Já os moradores do Parque dos Buritis reclamam das condições em que uma das principais vias se encontra. Ao menos 100 famílias vivem no local. “A rua não é asfaltada e está cheia de buracos o acesso nela está muito difícil”, fala o autônomo Edivaldo Reis, que mora há dois anos no bairro.

Ele diz ainda que, se não fossem uns moradores colocarem concrereto na rua, ela estava intrafegável. “Não está pior porque o pessoal colocou concreto. Se eles não tivessem colocadom, não tinha acesso. E essa rua no período de chuvas é muito difícil, as crianças saem para aula descalças com chinelo na mão e chegam na escola cheias de lama”, conta.

A mercearia do empresário Edvan Barbosa fica no início da travessa e, segundo ele, quando chove ele fica sem receber mercadorias para abastecer seu comércio. “A gente fica sem receber mercadorias por causa das condições da rua. Tem também a questão da segurança que não tem”, fala.

Para tentar resolver o problema, os moradores resolveram fazer um abaixo-assinado pedindo melhorias no bairro. “Fizemos para requerermos os nossos direitos perante as autoridades”, diz Maria Sousa da Costa.

Em relação à Travessa dos Buritis, Menezes informou que uma equipe foi encaminhada ao local para fazer o levantamento da rua e verificar os problemas para que seja realizado um agendamento para resolver o problema.

Colaborou Leandro Manhães, da Rede Amazônica Acre.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade