Rio Branco,

Laudo de acidente que matou família não foi entregue após quase 2 meses

Laudo não entregue

Por G1 acre

acidente1O  laudo que deve apontar as causas do acidente que vitimou sete pessoas na rodovia BR-364, sendo cinco da mesma família, ainda não foi entregue para a Delegacia de Polícia Civil de Senador Guiomard, interior do Acre.

Publicidade

O acidente ocorreu no dia 18 de setembro, e os resultados deveriam ter sido entregues em 30 dias .O laudo deve apontar as circunstâncias do acidente por meio de perícia feitas no local da colisão.

O diretor do Instituto de Criminalística, Aleksandr Lira, disse que o laudo já está pronto e deve ser encaminhado até a próxima sexta-feira (18) para a delegacia responsável pelo caso. Lira não detalhou o porquê da demora ou se o laudo ficou pronto no tempo determinado.

O delegado em exercício de Senador Guiomard, José Barbosa, disse que só deve se pronunciar quando tiver os resultados do laudo em mãos.

Entenda o caso
Dois carros colidiram contra um caminhão, onde estavam o emendador de cabos Rony Sandro da Silva, de 39 anos, a mulher dele, Samirene Simão, de 33 anos, e os filhos do casal Ana Kevelkyn Simão, Ane Kemellyn Simão e Kaio Davi Simão, de 13, 9 e 8 anos, respectivamente. Todos morreram no local do acidente.

Além da família, morreram o carreteiro Flávio Gilberto Zanetty, de 58 anos, e a mulher dele, Marlene Alves da Silva, de 45, que estavam no caminhão. Os dois moravam há 11 anos no Rio Branco. Os corpos do casal foram identificados no dia seguinte ao acidente.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade