Rio Branco,

Enciumado, Tião Viana se nega a acompanhar ministro em ato que marcará a reconstrução da BR-364

Política

Por Assem Neto

tiao-e-gladson
Gladson, Tião e Nicolau Júnior, no tempo em que eram amigos

Publicidade

O governador Tião Viana (PT) não aceitou o convite do ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, para participar o ato em que será dada a ordem de serviço para a reconstrução da BR-364, entre Sena Madureira e o Rio Liberdade. A Casa Civil do Governo do Acre informou que, “apesar do convite, Tião Viana não irá comparecer à agenda, pois tem outros compromissos oficiais”.

Os últimos governos do PT no Acre são responsabilizados por desvios de recursos, superfaturamentos e obras de baixa qualidade, de acordo com relatório da Controladoria Geral da União (CGU). A inspeção dos controladores motivou pedido de CPI na Assembléia Legislativa. A insvestigação chegou a ser emperrada após o deputado Nicolau Júnior (PP) (na foto com o governador e o senador), cunhado de Gladson, retirar a assinatura de apoio, por orientação da família Cameli.

A Assessoria de Imprensa do Ministério dos Transportes, por meio de correio eletrônico enviado á reportagem de Veja Política, disse que Tião Viana “tem que ser convidado, por se tratar de autoridade máxima do estado”. O protocolo do ministério foi cumprido. A Secretaria de Comunicação do Governo do Acre cometeu um erro ao informar que “a agenda está sendo organizada pela assessoria do senador Gladson Cameli”.

A jornalista Natália, da Secom do ministério, assegurou que “esta agenda foi sugerida pelo senador e aprovada pelo ministro”.

A agenda

Quintella deixa a Base Aérea de Brasília às 15 horas (horário de Brasília), devendo chegar em Cruzeiro do Sul no mesmo horário (hora Acre), considerando o horário de verão. Ele viaja na companhia do senador acreano, técnicos e assessores do ministério. Do Aeroporto de Cruzeiro do Sul, o ministro fará um deslocamento de carro até a cabeceira da ponte que liga os dois distritos da cidade, onde está sendo montado um palco para receber autoridades. A ordem de serviço será assinada por volta de 17 horas. Na sequência, o ministro falará à imprensa e, depois, se hospedará num hotel de Cruzeiro do Sul. Está previsto um jantar de negócios em que participarão, além do senador, o prefeito Vagner Sales e outras autoridades locais. Na sexta-feira, Quintella fará uma visita técnica na obra da ponte sobre o Rio Abunã, com a presença de políticos e empresários do Acre e de Rondônia.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade