Rio Branco,

aaa

Consumidores aprovam preços da ‘Black Friday’ em lojas de Rio Branco

'Black Friday'

G1 acre
- Publicidade-

shoppisPessoas carregando várias sacolas e presentes. Essa cena foi comum nas lojas de Rio Branco nesta sexta-feira (25), durante a ‘Black Friday’. A data é conhecida por proporcionar descontos generosos nas compras. Em visita ao shopping da capital acreana, o Via Verde Shopping, o G1 conversou com os consumidores e a maioria diz ter aproveitado as ofertas. Para atender a demanda, o shopping vai ficar aberto até às 23h nesta sexta.

Sentada em um banco na área externa do shopping, a funcionária pública Eliane Oliveira, de 52 anos, chama atenção pela quantidade e sacolas ao redor. Ela conta que aproveitou para comprar produtos de limpeza e objetos para casa. “Achei que está bom. Só comprei coisa para casa, nada de presente. Minha cunhada comprou uma televisão. O preço estava bom”, relata.

Ao lado de Eliane, a dona de casa e cunhada da funcionária, Roseane Ramalho, de 28 anos, diz que não encontrou tudo que procurava, mas que vai pesquisar na internet. Roseane diz que chegou por volta das 13h30 e ficou até às 18h. “Comprei um monte de besteiras. Os preços estão aprovados. Dei uma olhada nos presentes, mas ainda não vou comprar”, comenta.

O pastor Dirceu Severino, de 44 anos, aproveitou o dia para comprar alguns produtos para casa também. Terminadas as compras dele, Severino sentou em um banco e aguardou a mulher terminar as compras. O pastor revela que não tem filhos e por enquanto não se preocupa em comprar presentes para o Natal.

“Acho que ela vai demorar, mas o jeito é esperar. Cheguei umas 15h30. Comprei um processador. Para a realidade do Acre, os preços estão bem acessíveis. Vou comprar alguma coisa também na internet”, conta.

Se para alguns os presentes de Natal ainda não são preocupação, para a biomédica Jocilene Ferreira, de 43 anos, isso é prioridade. Jocilene aproveitou as promoções para comprar um Xbox para o filho André Ferreira, de nove anos, e um tablet para a filha Beatriz, de oito.

“Para mim e meu marido comprei dois celulares. Os preços estão melhores do que a internet e são parcelados. Com parcelas em até 10 vezes sem juros, já dá para comprar tudo. Sempre aproveito a ‘Black Friday’ para comprar”, destaca.

Preços altos
Apesar dos descontos de até 70% em algumas lojas, tem consumidor que não ficou tão satisfeito com os preços oferecidos. O casal Alice Castro, de 21 anos, e João Paulo, de 24, conta que foi com intuito de comprar roupas na promoção, mas não encontrou o que queria.

“Chegamos às 13h30, logo depois do almoço. Não achei nada em conta. Queria vestidos e outras roupas, mas estão com os preços de promoção de sempre. Achei algumas blusas em conta para ele, mas para mim não achei”, lamenta.

Carregada de sacolas com sapatos, a secretária Michelle Nogueira, de 37 anos, fala que desejava comprar mais pares, mas o preços não ajudaram. Ela revela que prefere as compras pela internet, com exceção de roupas e sapatos.

“Não estão muito bons. Eles colocam mais coisas antigas, que não tem muita saída, ou calçados com pouca numeração. A noite vai bombar na internet. A gente vem para saber se estão mesmo na promoção. Ver se está ‘black’ mesmo”, conta entre risos.

Expectativa de vendas
O gerente de marketing do Via Verde Shopping, Fabricio Cunha, explica que a direção acredita que este ano as vendas devem superar as de 2015. Cunha lembrou ainda que as promoções da “Black Friday” vão até o domingo (27) e, com exceção desta sexta, em que o local deve ficar aberto até às 23h, o shopping deve funcionar em horário normal nos outros dias.

“Em média, no ano passado, passaram 23 mil pessoas. Isso no primeiro dia. Acreditamos que hoje deve ter passado mais do que esse número. A expectativa é que supere a do ano passado. Muita gente já começa comprar os presentes de Natal nesse dia”, finaliza.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS