Rio Branco,

Comerciantes aproveitam movimento em cemitérios para faturar renda extra

Faturação

Por G1 acre

finados_acreA movimentação nos cemitérios de Rio Branco por causa do Dia de Finados não passou despercebida por comerciantes, que viram uma oportunidade de garantir uma renda extra. Em frente aos cemitérios da capital, barracas com flores, salgados e até mesmo sandálias artesanais disputam o interesse dos visitantes nesta quarta-feira (2).

Publicidade

Com a ajuda do marido e do filho, a dona de casa Raimunda Martins, de 48 anos, decidiu vender flores e coroas de flores artesanais na frente do Cemitério Jardim da Saudade, na Estrada Irineu Serra. Os preços dos itens variam de R$ 10 a R$ 25 e ela espera chegar a faturar ao menos R$ 300.

“Como faço artesanato há muito tempo decidi vender aqui. Também vim no ano passado e lucrei R$ 500. O cliente vai encontrar flores artesanais como girassol e lírio. Muitos compram para colocar nos túmulos”, conta.

Já Maria Cosma Souza, de 46 anos, decidiu oferecer não apenas sucos, flores e água, mas também tiaras e sandálias artesanais para os visitantes do cemitério.

“Foi no improviso, eu não planejei vir, mas meu irmão trabalha no cemitério e disse que arranjaria um cantinho para mim aqui, isso foi ontem a tarde [terça, 1]. Aí eu disse que só se eu trouxesse sandálias e vim”, diz bem-humorada.

As administrações estimam a passagem de 10 a 15 mil pessoas em cada um dos cemitérios da capital neste Dia de Finados.

Missas e transporte
Os cemitérios de Rio Branco devem ficar abertos durante todo o dia para receber os visitantes. De acordo com a Semsur, a Diocese de Rio Branco deve realizar missas pela manhã e tarde. Equipes da Secretaria de Saúde da capital também devem estar nos locais para atender pessoas que tiverem algum problema de saúde.

Já a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) disponibilizou, este ano, uma linha de ônibus exclusiva para o Cemitério da Cruz Milagrosa, na Estrada Transacreana. Pessoas que possuem familiares e amigos enterrados no local vão poder usar a linha 111 que deve sair do Terminal de Integração da Baixada.

Ao G1, o diretor de Transportes da RBTrans, Jô Luiz Fonseca disse que o transporte público foi reforçado. Dessa forma, as linhas Tancredo Neves, Irineu Serra e Calafate que passam pelos cemitérios São João Batista e Morada da Paz devem operar com a frota máxima para facilitar a fluidez do trânsito.

Parte das vias que garantem acesso aos cemitérios foram interditadas. No São João Batista trechos das ruas Rio de Janeiro e São Paulo  estão bloqueados. Para chegar ao local, os visitantes devem usar o acesso feito na Rua Minas Gerais.

Já no cemitério Jardim da Saudade parte da Estrada Custódio Freire foi interdidada e a via de acesso ao cemitério é a Rua 25 de Dezembro.  As linhas de ônibus Tancredo Neves Irineu Serra, que passam no local, não devem sofrer desvios, segundo a RBTrans.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade