Rio Branco,

Catador que interrompeu curso de Licenciatura em Letras Portuguesa se instrui com livros encontrados no lixo

Educação

Por Gabriel e Marialva

livros-1024x576Durante a execução de um trabalho da disciplina de Educação Ambiental, no Horto Florestal, alunos (Gabriel Britto e Marialva Fernandes) do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do Instituto Federal do Acre, foram surpreendidos com a excelente e motivadora história de um catador de matérias recicláveis, seu Sérgio Pereira.

Publicidade

No decorrer da conversa com seu Sérgio os alunos perceberam que o mesmo não era apenas um catador, mas alguém que sempre defendeu seus ideais e princípios familiares. Assim como também ficou claro durante o dialogo que o catador sempre visualizou na educação a esperança por um futuro melhor.

O catador lhes contou que foi alfabetizado já na adolescência e que diante das dificuldades financeiras não tinha condições e muito menos acesso a educação. Já com idade avançada o mesmo passou a levar para a sua casa livros que encontrava jogados no lixo, começou a estudar, passou por todas as etapas da educação básica e começou a sonhar com o ingresso a um curso de nível superior, sonho esse que se concretizou, seu Sérgio deveria estar concluindo o curso de Licenciatura em Letras Portuguesa por uma universidade privada, contudo, mas uma vez as dificuldades financeiras o impediram de prosseguir e concluir o curso a formação tão sonhada em tempo regular.

Mesmo diante das dificuldades financeiras que obrigaram o catador Sérgio a trancar seu curso já no quinto período, o mesmo continua sonhando e estudando através dos seus livros encontrados no lixo. Sabendo também que a educação é a principal e única via alternativa para mudar o quadro financeiro da família que o catador motiva e instrui sua filha de apenas 15 anos a dedicar-se nos estudos.

O catador sonha com o retorno e uma posterior conclusão do seu curso já no primeiro semestre do ano de 2017, ano em que familiares se disponibilizaram a contribuir com o pagamento das mensalidades cobradas pela faculdade. Sérgio ainda estuda através dos livros encontrados no lixo buscando capacitação para ingressar através no Exame Nacional do Ensino Médio na Universidade federal do Acre.

Por fim, o dialogo que pensávamos ser apenas com um catador, se tornou na descoberta de um pai de família e sonhador, que deposita na educação o sonho, a esperança e o anseio por um futuro melhor.

*Gabriel e Marialva são acadêmicos do Ifac


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade