Rio Branco,

Noite de terror: Integrantes de facção invadem “Papudinha” com armas de grosso calibre

Noite de Terror

Por Ecos da Notícia

O início da noite desta terça-feira(18), foi de muita agitação na área policial, quando um bando supostamente da Facção do Comando Vermelho tomou de “assalto” a unidade de nº 04 “Papudinha” onde dormem os presos do regime semiaberto.

Publicidade

001

De acordo com informações armados com armas longas, ou seja, de alto poder de fogo, como fuzil e escopeta calibre 12 de repetição o bando tentou uma emboscada aos reeducandos que estavam chegando para dormir na unidade que abriga presidiários do semi-aberto.

teve acesso as dependências da Unidade prisional, onde no momento somente 13 agentes penitenciários faziam a segurança no local.

De acordo com informações os membros da facção tinham como objetivo forçar a entrada de todos os semiaberto e atear fogo na unidade, mas foram impedidos porque agentes penitenciários ao perceberem a movimentação se trancaram em uma sala e os detentos que já estavam dentro da unidade para não morrer tentavam tomar as armas dos agentes para irem para o revide com o bando fortemente armado.

007

Cinco detentos ficaram feridos com tiros nas pernas e coxa das “rajadas” efetuadas pelo bando.

Um homem identificado pelo nome de Edcarlos da Silva Furtado que não é reeducando e tinha ido deixar um amigo que é presidiário do semiaberto foi alvejado com dois tiros no abdômen, ele foi socorrido pelo SAMU e encaminhado ao Pronto Socorro de Rio Branco.

Além dele, mais dois reeducandos deram entrada naquela unidade de urgência e emergência, o reeducando Máximo Feijó de Souza, foi atingido com um tiro na perna e o outro que não teve o nome revelado que foi alvejado com um tiro em cada perna na região da coxa.

BOPE, guarnições de todos os batalhões foram enviadas para o local, foram mais de quatro horas e finalmente a polícia conseguiu controlar a situação e o bando conseguiu fugir.

Nesta quarta-feira(19), a secretaria de segurança pública deverá se pronunciar sobre o ocorrido em coletiva a imprensa. Durante a invasão a estrada Dias Martins, parte da BR 364, a estrada que dá acesso ao Residencial IP, foram interditados e somente policiais e SAMU tinham acesso aquela região.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade