Rio Branco,

Morte de brasileiro não foi racismo, diz polícia americana

Diz Polícia

Por Notícias ao Minuto

naom_5807650c7c2e8O Departamento de Polícia de Winter Park, na Flórida, segue investigando a morte do brasileiro Roger Thomé Trindade, de 15 anos, que, segundo testemunhas, foi atacado por um grupo de jovens.

Publicidade

Ele foi encontrado inconsciente e ferido, no último sábado (15), e levado para o hospital, mas não resistiu e morreu, na segunda-feira (17).

Segundo matéria do portal G1, o chefe do departamento de polícia Michael Deal descartou “racismo ou crime de ódio” no episódio.

“Não tinha muitas lesões visíveis no corpo, o que complica ainda mais o caso para nós”, acrescentou ele.

Natural de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, a vítima vivia com os pais, nos Estados Unidos, há cerca de 10 meses.

Ainda de acordo com o G1, Deal descartou a possibilidade de briga de gangues.

“Nós já sabemos que não há gangues relacionadas e isso não foi motivado por racismo ou crime de ódio. Nós ainda estamos investigando. Nós sabemos que Roger era um bom garoto, estudava no Winter Park High School, tinha muitos amigos”, escreve Deal. “Não há indicação de que isso foi planejado. Ele não era um alvo. Foi um fato isolado”, ponderou.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade