Rio Branco,

Frente multipartidária inicia defesa nacional de Lula

Defesa

Por Notícias ao Minuto

naom_56f9a19612025O PT, aliado a outros partidos de esquerda, decidiram reagir à caçada judicial contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo informa a jornalista Andrea Jubé, no Valor.

Publicidade

A partir de 7 de novembro, uma frente multipartidária organizará ações voltadas à disseminação de informações em defesa de Lula e do legado de seus dois mandatos, começando por um ato com a presença de juristas, intelectuais e militantes.

Um evento maior, para milhares de pessoas, ocorrerá em 29 de novembro, em São Paulo. “Mas não serão atos em sua defesa pessoal, e sim, dos direitos que ajudou a conquistar e que o atual governo quer extinguir”, afirma o ex-ministro Gilberto Carvalho, um dos coordenadores nacionais da campanha.

“Além do processo de criminalização do Lula e do PT, há um movimento para retirar direitos da população”, diz Gilberto Carvalho. “A PEC do Teto retira os pobres do orçamento, a tentativa de desvincular os benefícios do salário mínimo prejudicará os aposentados”, reforça.

Ele afirma, ainda, que o objetivo da ofensiva judicial é retirá-lo da disputa presidencial de 2018. “Antes de nos preocuparmos com a sucessão no PT, temos de nos mobilizar em defesa do Lula”, diz ele.

Eleições 2018

Na mais recente pesquisa Vox Populi, Lula lidera, com 34%, e está muito à frente dos principais adversários. É por isso, diz Carvalho, que pretendem condená-lo e torná-lo ficha-suja.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade