Rio Branco,

Homem que estava em barco que explodiu está em estado grave na UTI

Por G1

barco_3-1

Publicidade

O estado de saúde de José Lázaro da Silva, de 32 anos, queimado durante a explosão de uma balsa em Rodrigues Alves, no interior do Acre, é grave. A informação foi repassada pelo diretor Clínico do Hospital do Juruá, Oziel Câmara, que também disse que Silva permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta quarta-feira (28).

O homem teve 80% do corpo queimado, quando a balsa em que estava explodiu na terça-feira (27). O barco saía de Rodrigues Alves e abasteceria as cidades de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. Segundo o Corpo de Bombeiros, na balsa, havia mais de 8 mil litros de combustível e mais 40 botijas de gás.

“São queimaduras de 2º grau por 80% do corpo. O estado é gravíssimo e ele está na UTI entubado. Também não tem previsão de alta, uma vez que a queimadura é grande e sua extensão também”, explicou Câmara.

O G1 não encontrou nenhum familiar de Silva. Eles estariam em deslocamento da cidade de Porto Walter, onde o homem morava, para Cruzeiro do Sul.

Já a outra vítima da explosão, Osmir Pinheiro, de 37 anos, está em observação também no Hospital do Juruá. Ele teve queimaduras mais leves de 1º grau, mas continua internado.

A mãe dele, Dejanira da Silva, de 67 anos, conta que chegou a pensar que o filho tinha morrido ou desaparecido no rio. Ela diz ainda que os dois que estavam na balsa trabalham há algum tempo com o transporte do combustível e que são vizinhos na cidade onde moram. “Ele está só em observação, mas fora de perigo. Só eu sei o que passei ontem [terça,27]. Nunca imaginei que isso fosse acontecer com ele”, lamenta.

A irmã de Pinheiro, Terezinha Aparecida, conta que esteve com o irmão pouco tempo após o acidente e disse que ele estava consciente, mas que reclamava de dores. “Ele disse que está com muita dor, mas está consciente. Não quis perguntar como tudo aconteceu”, finaliza.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade