Rio Branco,

Rodovia AC 10 levará nome de ex-prefeito de Porto Acre assassinado

Justa homenagem

Por

jhomenagem-

Publicidade

O governador Sebastião Viana sancionou a Lei nº 3.016 de de 3 de dezembro de 2015, que muda o nome da Rodovia AC 10 que liga a capital ao município de Porto Acre. Ela fica denominada Prefeito João Batista Gomes Asfury.
O ex-prefeito foi barbaramente assassinado. Encontrado morto e degolado no último dia 5 de julho.
Morto em julho, o ex-prefeito de Porto Acre, João Batista Gomes Asfury, de 78 anos, terá o seu nome homenageado em Rodovia Estadual AC-10.
A lei estadual que determinou a homenagem póstuma foi sancionada pelo governo do estado e divulgada no Diário Oficial desta terça-feira (8).
Asfury foi encontrado decapitado, na madrugada do dia 5 de julho, em frente à casa onde vivia na Rua Beira Rio, mais conhecida como Rua do Comércio.
A estrada que atualmente se chama ‘Rodovia Estadual AC-10’, que liga Rio Branco ao município de Porto Acre, distante 78 km da capital, passe a se chamar ‘Rodovia Estadual João Batista Gomes Asfury’. A lei está registrada sob o número 3.016 de 03 de dezembro de 2015.
De acordo com o deputado estadual Lourival Marques (PT-AC), que elaborou o projeto de lei, João Asfury foi praticamente o criador da cidade de Porto Acre e a criação da lei foi uma forma de homenageá-lo.
“Pensando na forma como ele foi assassinado, esse é o reconhecimento do seu trabalho. Uma pessoa pública que ajudou um município tão importante como Porto Acre”, diz o deputado.
Segundo o filho do ex-prefeito, Alex Asfury, a homenagem é uma conquista.
“Essa foi uma das lutas do meu pai na década de 80. Ele estava no município há 32 anos e lutou justamente pela pavimentação dessa rodovia. Nos sentimos prestigiados com essa homenagem”, diz.
Entenda o caso
O ex-prefeito do município acreano de Porto Acre, João Batista Gomes Asfury, de 78 anos, foi encontrado decapitado, na madrugada do dia 5 de julho, em frente à casa onde vivia na Rua Beira Rio, mais conhecida como Rua do Comércio.
De acordo com o delegado Regional de Porto Acre, Carlos Alberto Bayma, responsável pelo caso, a cabeça do ex-prefeito foi encontrada em um barranco a cerca de 30 metros do local onde o corpo foi deixado.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade