23 novembro 2022 8:59
23 novembro 2022 8:59

Após Dia do Evangélico, deputado do Acre quer criar Dia do Católico

Dia do Católico

Por Do G1 AC

- Publicidade -

Projeto de lei quer instituir data comemorativa para dia 20 de janeiro.
Padre Mássimo Lombardi diz que data é ‘desnecessária’.
manoelm010915-660x330Após o Dia do Evangélico, comemorado no Acre no dia 23 de janeiro, o deputado estadual Manoel Moraes (PSB) quer criar o Dia do Católico.
O projeto de lei apresentado à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) quer instituir a comemoração para o dia 20 de janeiro.
Segundo o autor do projeto, nada mais justo do que ter um dia para lembrar de uma das religiões mais antigas e que tanto contribuiu com a história do Brasil.
“A intenção é dar o mesmo direito aos católicos. Além disso, é porque muitos municípios do Acre têm como padroeiro São Sebastião e com isso, muitas pessoas vão pagar promessa nesses municípios. Quando a data cai na semana, a pessoa não tem como ir e não cumpre suas promessas. Com o feriado, elas vão poder ir”, diz o deputado.
Padre diz que data é ‘desnecessária’
images_marc-2015_padremassicmoO padre Mássimo Lombardi, da Igreja Católica de Rio Branco, não concorda com a criação do Dia do Católico.
Segundo Lombardi, datas comemorativas como essas são para entidades e classes que se sentem prejudicadas ou inferiores e têm algo a reivindicar.
“Existe o Dia da Consciência Negra para lembrar esses povos que tanto sofreram, o Dia da Mulher, porque ela tem que ser mais valorizada. O Católico não precisa de um dia. Nós católicos somos felizes e não temos nada para reivindicar”, afirma o padre.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS