Connect with us

polícia

Corpo de bebê desaparecido após morte cruel de mãe é encontrado

Publicado

em

Bebê foi morto porque chorava enquanto mãe era estuprada por criminoso. Assassino esmagou a cabeça da criança supostamente com pedra

No início da noite desta terça-feira (17) policiais civil e Batalhão Ambiental da Polícia Militar com indicação Lucimar Bezerra, de 33 anos, assassino de Jardineis Oliveira da Silva, de 25 anos, morta a facada e que teve a barriga aberta, parte das vísceras retirada e, seguida a barriga costurava encontraram o corpo da bebê de seis meses que também foi morta por Lucimar.

A polícia decidiu levar o criminoso para indicar o local exato onde teria abandonado o corpo da criança.
O criminoso confessou que estuprou a mãe e matou a criança porque chora
De acordo com informações do delegado Rêmulo Diniz ele decidiu levar o criminoso para auxiliar nas buscas, porque somente ele sabia o local exato onde abandonou o corpo do bebê.
“Foram três horas de caminhada dentro do maro ao lado do ramal Esperança. Durante a caminhada Lucimar confessou que estuprou a dona de casa e que marou a criança porque enquanto ele estuprava a mulher a criança chorava muito.
Após estuprar a dona de casa, o assassino abriu a barriga da vítima retirou partes das vísceras em seguida costurou.
Depois amarrou ao corpo com corda e pregou pedras ao corpo com a finalidade de fazer o corpo afundar em rio da comunidade.
Após matar a criança de seis meses de idade e que se chamava Amada, o criminoso caminhou por mais de uma hora carregando o corpo do bebê no colo deixando bem distante do local em que abandonou o corpo da mãe.
“Do local onde matou a mãe, até onde enterrou a criança, é uma hora de caminhada. Ou seja, ele caminhou 1h com a criança morta. O corpo da bebê foi achado em um matagal depois da casa dele e o rosto da criança aparentava ter sido esmagado”. Contou o delegado
‘Estuprou a mãe enquanto o bebê chorava ao lado’, diz delegado
De acordo com o delegado Rêmulo Diniz, que conduziu as diligências na zona rural, o suspeito teria caminhado cerca de 1h com a criança morta.
” Ele conta que estava estuprando a mãe e a criança ficava ao lado chorando. Do local onde matou a mãe, até onde enterrou a criança, é uma hora de caminhada. Ou seja, ele caminhou 1h com a criança morta”, revela.
O delegado também informou que o suspeito participou das buscas. A polícia caminhou por cerca de 3h até encontrar o local onde Bezerra enterrou a criança.

Continue lendo

polícia

Em vídeo, integrantes de facção castigam suspeito de roubo na Cidade do Povo a paulada.

Publicado

em

Por Lilian Camargo, da Redação Ecos da Notícia

Desde que as facções criminosas começaram a atuar no estado, nos bairros periféricos principalmente, onde há um domínio maior dessas facções, já não é mais novidade a existência de um código de conduta para quem participa da vida no crime. Para ser participante de qualquer uma das organizações existentes no Acre, os integrantes precisam obedecer o que eles chamam de estatuto. Algo semelhante ao nosso código penal, talvez com leis até mais rigorosas e com a inclusão da pena de morte.

Para que você leitor possa entender melhor como funciona nos bastidores do crime, um vídeo foi divulgado na noite desta terça-feira (11), através das redes sociais e mostra claramente um homem suspeito de praticar Roubos no Conjunto Habitacional, Cidade do Povo, sendo agredido a golpes de paulada, dentro de uma espécie de cativeiro.

Os agressores se intitulam integrantes da facção “Bonde dos 13″ e explicam o motivo pelo qual o jovem aparece sendo espancado.

“Isso aqui tá acontecendo por causa dos Roubos que está tendo na Cidade do Povo, nois não quer roubo aqui nessa @#$&, nessa @#$& aqui tem comando l, entendeu?! Tem disciplina entendeu?! Então tá aqui o exemplo”, disse um dos agressores.

Pelo menos três homens participam diretamente do espancamento, enquanto um quarto elemento filma toda a ação que serviria como prova aos líderes de que a pena a qual o suspeito de roubo foi sentenciado, foi devidamente cumprida. O vídeo tem duração de 1 min e 32 segundos e já está sendo alvo de investigação da polícia

Continue lendo

polícia

Homem é feridos a tiros no Tancredo Neves e morre no Pronto Socorro

Publicado

em

Por Kennedy Leandro, da Redação Ecos da Notícia

Mais um crime de morte foi registrado na noite desta terça-feira (11), em Rio Branco, a capital do Acre.

Um homem que ainda não foi identificado foi alvejado com vários tiros efetuados por uma dupla em uma moto, a vítima foi socorrida em estado crítico pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU e encaminhado ao Pronto Socorro, onde não resistiu e morreu.

De acordo com as informações apuradas pelo site Ecos da Notícia, o crime aconteceu na rua Vitória no bairro Tancredo Neves, no momento em que a vítima caminhava em companhia de um amigo e dois homens em uma moto se aproximaram e efetuaram vários tiros, um dos tiros atingiu a cabeça.

Investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP e policiais militares do 5° Batalhão realizam buscas na região alta da cidade na tentativa de identificar e prender os suspeitos.

 

Continue lendo

polícia

Promotora Alessandra Marques defende o fim das visitas íntimas aos presos no Acre

Publicado

em

Redação Ecos da Notícia/com informações Contilnet

As visitas íntimas no estado do Acre ocorrem semanalmente

A promotora do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Alessandra Marques, usou sua página no Facebook no domingo (9) para fazer uma declaração polêmica com relação aos presos que cumprem penas nos presídios. Segundo ela, as visitas íntimas deveriam ser extintas, o que diminuiria consideravelmente a corrupção nos presídios estaduais.

“Temos que acabar com visitas íntimas em presídios! Chega!”, disse Alessandra Marques. A medida proposta por ela rendeu elogios dos internautas.

As visitas íntimas aos presos ocorrem semanalmente. É comum que os presos dividam a cela com lençóis para desfrutar do momento com suas companheiras.

Mas nos últimos meses, inúmeras mulheres foram presas em flagrante tentando entrar nos presídios estaduais com drogas, principalmente em suas partes íntimas.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.