Rio Branco,

Corpo encontrado em matagal era de um morador de rua

Por

Na manhã desta quinta-feira (22) familiares de Roberto Carlos Albuquerque de 49 anos, identificação o corpo encontrado na tarde de quarta-feira (21) em um matagal próximo a estrada da Floresta como sendo do morador de rua Roberto Carlos.

Publicidade

De acordo com informações de familiares de Roberto Carlos, ele era dependente químico e estava desaparecido deste o dia 28 de setembro.

Segundo Ana Angélica de 54 anos, irmã de Roberto Carlos, o irmão era morador de rua, já tinha passado por um centro de reabilitação, retornou para casa, mas fugiu e passou a morar na rua.

“Ficamos sabendo que uma pessoa teria feito um empréstimo em nome do meu irmão. E realmente existe dois empréstimos na conta dele, mas não sabemos quem foi a pessoa que fez o empréstimo, e a morte dele foi em consequência desse empréstimo ou não. Não sabemos nem mesmo a causa da morte” afirmou a irmã.

A polícia ainda investiga o caso e por enquanto não tem informações para serem repassadas.

Entenda o caso:

Corpo de homem em elevado estado de decomposição é encontrado na estrada da Floresta

O corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado na tarde desta quarta-feira (21), em um matagal atrás da Casa Mãe da Mata, localizada na estrada da Floresta.

De acordo com informações um casal teria entrado na mata para colher goiaba quando encontraram o corpo já em elevado estado de decomposição.

“Somente é possível identificar se tratar de uma pessoa do sexo masculino, que veste camisa e bermuda de cor escura. Não foi possível visualizar nenhuma marca de violência devido ao elevado estado de decomposição em que se encontra o corpo” declarou um policial militar.
O corpo foi resgatado e encaminhado ao IML para exame de identificação através do bando de dados do Departamento de Identificação do Estado.

 


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade