Connect with us

polícia

Bando invade Chácara rende e tortura família e foge levando eletrodomésticos e caminhonete

O que era realização de um sonho morar em uma Chácara virou pesadelo.

Publicado

em

O que era realização de um sonho morar em uma Chácara virou pesadelo para muitas famílias de Rio Branco que optaram por morar em um espaço de terra maior que os terrenos tradicionais.
A insegurança e a cobiça mudou-se junto com algumas famílias que passaram a ser alvo de assaltantes, arrombadores e o formato do crime cresceu em perversidade.

Na madrugada deste sábado (26) quatro bandidos invadiram uma Chácara no ramal Garapeira no Polo Benfica e renderam três mulheres e três crianças, sendo que uma mulher gravida de sete meses e uma criança deficiente visual.
Os assaltantes eram três homens e uma mulher que aparentava ser a líder do bando criminoso.
De acordo com informações das vítimas os criminosos passaram cerca de três horas dentro da Chácara torturando fisicamente e psicologicamente as vítimas.
A aposentada de 58 anos proprietária da Chácara teve parte da orelha cortada por um dos assaltantes.
A mulher foi agredida a coronhadas enquanto o bando revirava os cômodos da casa e roubavam celulares, roçadeira, notebooks, mais de R 4 mil reais em dinheiro e a caminhonete.

IMG-20150926-WA0003

A aposentada contou à polícia que estava dormindo quando a filha gravida de sete meses ouviu os cães latindo e decidiu sair para ver o que estava acontecendo quando foi rendida pelo bando.
“A partir desse momento começou o terror. Eles entraram em meu quarto e mandaram eu me levantar. Quando levantei a mão para puxar o cortinado fui ferida com um golpe de faca que cortou meu rosto e minha orelha. Segurei a faca para tentar evitar ser morta” contou a aposentada.
Mulher líder da quadrilha revela que passou horas vigiando casa das vitimas
Além da violência empregada contra as vítimas do roubo, o bando de assaltantes supostamente liderado por uma mulher fez revelações as vítimas de que a Chácara teria sido escolhida e avaliada pelos criminosos.
Segundo uma das vítimas do assalto, a mulher que comandava o grupo de assaltantes teria dito que passou cinco horas vigiando e observando a movimentação na Chácara antes de agir.
A assaltante ainda teria agredido a mulher gravida com coronhadas e ameaçado matá-la.
Após roubarem tudo que haviam escolhido o bando colocou todos os objetos dentro da caminhonete da família e fugiram.
A caminhonete foi encontrada no período da manhã abandonada em um ramal próximo, mas sem nenhum dos objetos roubados.

Continue lendo

polícia

Homem é ferido com um tiro no peito em via pública na Baixada da Sobral

Publicado

em

Por ac24horas

Mais uma tentativa de homicídio foi registrada em Rio Branco. Ricardo Queiroz Sales de Souza, de 30 anos, foi ferido com um tiro, no final da tarde desta quarta (22), na rua Adalberto Sena, no bairro João Paulo II, na região da Baixada da Sobral.

De acordo com informações da polícia repassadas ao ac24horas, a vitima estava caminhando na rua quando um homem não identificado em uma motocicleta se aproximou, parou a moto e de posse de uma arma de fogo efetuou um tiro. Mesmo ferido, Ricardo ainda conseguiu correr e pedir ajuda em uma residência. Após a ação, o criminoso fugiu do local.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, prestou os primeiros atendimentos e conduziu Ricardo ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). De acordo com a Médica do Samu, o estado de saúde de Queiroz é grave, pois a vítima foi atingida com um tiro no peito esquerdo e o projétil ficou alojado no lado direito.

Policiais Militares do 3° Batalhão estiveram no local e após colher as características do criminoso e da moto saíram em busca de prendê-lo, mas o acusado não foi encontrado. O caso sera investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia não soube informar a motivação do crime.

Continue lendo

polícia

Acre empossa primeira mulher no comando operacional do Corpo de Bombeiros

Publicado

em

Por ac24horas

O Corpo de Bombeiros Militar do Acre empossou no último sábado, 18, no município de Xapuri, a primeira mulher a comandar um batalhão operacional dos Bombeiros no estado. Marcela Sopchaki ingressou na carreira militar há 12 anos e desde então não parou de evoluir. Aos 32 anos, ela relembra com gratidão cada degrau que precisou subir para chegar ao comando do 8° Batalhão dos Bombeiros, na cidade “princesinha” do Acre.

“Comecei como soldado, me tornei cabo e depois sargento do CBMAC. Após nove meses de formada sargento, passei num concurso público para me tornar oficial”, conta Marcela. Segundo a aspirante a oficial, foram dois anos intensos de preparação para poder comandar uma unidade operacional.

Assim que surgiu a oportunidade de chegar ao comando da unidade, Marcela revela que se assustou, mas decidiu enfrentar o desafio. “Fiz curso de formação de oficiais em Goiás (GO) junto a outros 27 aspirantes. Foi uma decisão muito feliz. Para mim, é motivo de honra, orgulho e gratidão pelas oportunidades”.

Ela já iniciou os trabalhos no novo batalhão. Assim que se mudou, foi recebida com carinho pela população de Xapuri. “Já iniciei meus trabalhos, me apresentei ao quartel da PM e conheci alguns moradores. Quero desenvolver o trabalho que me capacitei para fazê-lo”. Ela pretende dar continuidade ao que a corporação já vinha fazendo. “Iremos fazer uma ampliação do trabalho que os Bombeiros já vinham fazendo na cidade”.

Formada em economia pela Universidade Federal, a nova comandante anseia que outras mulheres também possam comandar outros batalhões futuramente. Ela e outras quatro mulheres que se formaram em dezembro de 2018 são pioneiras e formam a primeira turma feminina no Acre com condição de chegar ao posto de coronel do Bombeiros.

Continue lendo

polícia

Polícia Militar prende foragido da justiça com droga e arma de fogo na BR-317

Publicado

em

Por oaltoAcre

Policiais Militares do 5°Batalhão prenderam no final da tarde desta terça-feira (21), o foragido Leandro do Nascimento Alves, de 25 anos, pelo crime de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A prisão aconteceu na rua Tiradentes, na Vila Caquetá, no km 72 da BR-317, na zona rural de Rio Branco.

A Polícia estava fazendo uma ronda pela vila quando avistou o homem em atitude suspeita em frente de uma casa, foi feito uma abordagem e durante uma revista foi encontrado em posse de Leandro, 21 tabletes de maconha, 20 trouxinhas de cocaína, três trouxinhas maiores e uma espingarda calibre 16 com um cartucho.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão e o acusado foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla). Na delegacia foi constatado que o acusado estava foragido por ter cortado a tornozeleira eletrônica.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.