Siga-nos

Aguarde processando...

X

Polícia prende acusado de matar jovem a socos e pauladas no Acre

Além de Wedson Silva machado, de 23 anos, um menor foi apreendido.
Jhonatan França foi morto no dia 9 de dezembro, em Rio Branco.

Por G1 Globo

A Polícia Civil apresentou, nesta terça-feira (10), Wedson Silva machado, de 23 anos, preso pelo homicídio de Jhonatan dos Santos França. A vítima foi morta a socos e pauladas no dia 9 de dezembro, no bairro Custódio Freire, em Rio Branco.

Além dele, um menor foi apreendido. Um terceiro envolvido no crime já havia sido preso, segundo o delegado Roberth Alencar, que investiga o caso. Segundo ele, cinco pessoas teriam participado do crime e uma ainda permanece foragida.

O crime, segundo Alencar, teria motivado um outro homicídio. O irmão de França buscou vingança e se reuniu com membros de uma facção em um matagal no bairro Oscar Passos, quando foram abordados pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope). Os criminosos trocaram tiros com a polícia e o irmão da vítima foi morto.

“O homicídio teria ocorrido por disputa de território, porque uma facção teria determinado a morte do membro de outra organização. A vítima foi morta a socos e pontapés, tudo de forma muito brutal no campo de futebol do bairro. Esses dois confessaram a participação, narraram detalhes e falaram a motivação do crime”, explicou o delegado.

A polícia também apresentou Willy Monteiro de lima, 25 anos, que tinha mandado de prisão em aberto e cometeu um homicídio no último sábado (7) após receber ordem de uma facção criminosa da qual é membro. A vítima foi José Augusto, morto no bairro Airton Senna.

“Em dois dias conseguimos solucionar esse caso. Temos indícios de que Lima também participou de outros dois crimes. Os homicídios são uma obrigação e uma forma deles ganharem força dentro da organização, então, geralmente eles comentem mais de um, pois aproveitam outras motivações”, finalizou Alencar.

 

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.