Siga-nos

Aguarde processando...

X

Trump descarta ameaça de míssil balístico da Coreia do Norte

O magnata disse não acreditar que o míssil possa chegar nos EUA

Por Notícias ao Minuto

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, fez a sua primeira declaração sobre a questão nuclear da Coreia do Norte desde a sua vitória nas eleições presidenciais de novembro na sua conta do Twitter na noite desta segunda-feira (2).

Na rede social, o republicano comentou sobre o míssil balístico intercontinental (ICBM) que, segundo o presidente norte-coreano, Kim Jong Un, em um pronunciamento no último domingo (1º), está perto de ser testado e que poderá atingir parte dos EUA.

“Coreia do Norte acabou de anunciar que está nos últimos passos de desenvolver uma arma nuclear capaz de alcançar partes dos EUA. Isso não vai acontecer”, disse o magnata. Sobre o assunto, Trump também criticou a falta de ação da China para parar de uma vez por todas as investidas do país coreano.

“A China tem pego quantidades gigantescas de dinheiro e de riquezas dos EUA em um acordo unilateral, mas não ajudará com a Coreia do Norte. Legal”, afirmou, irônico, o milionário no microblogue.

A Coreia do Sul e a China responderam aos comentários de Trump.

“O presidente eleito Trump e os oficiais dos EUA conhecem claramente a gravidade e a urgência da ameaça nuclear da Coreia do Norte”, disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Sul, Cho June-hyuck, em uma coletiva de imprensa.

Já o porta-voz da Chancelaria chinesa, Geng Shuang, disse que os “esforços da China neste assunto são perfeitamente óbvios” e que “como um membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, nós temos participado proativamente de discussões relevantes na questão nuclear da Coreia do Norte e temos aprovado várias resoluções junto com as outras partes”, mostrando a “atitude responsável” de seu país. (ANSA)

 

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.