Siga-nos

Aguarde processando...

X

Em clima de recomeço, Rio Branco apresenta comissão técnica para 2017

Técnico Célio Ivan e preparador físico Jader de Andrade são apresentados no
CT José de Melo, na capital, na tarde desta quarta-feira (28)

Do Globo esporte

Em clima de recomeço, Rio Branco apresenta comissão técnica para 2017

A nova comissão técnica do Rio Branco foi apresentada na tarde desta quarta-feira (28), no CT José de Melo, na capital. Célio Ivan, que atuou no Plácido de Castro em 2015 e estava no futebol de Tocantins, chega para comandar o elenco em 2017. Em 2017, além do Acreano, o Rio Branco vai disputar a Copa do Brasil e o Brasileiro da Série D. O técnico afirma que o grupo principal será formado ao longo dos campeonatos, mas ele garante um elenco competitivo em todas as participações no cenário local e nacional.

O goleiro Alisson, os meias Ancelmo e Geovani e o atacante Amarildo Ristof são alguns dos reforços contratados para a próxima temporada. A maioria, por indicação de Célio Ivan.

– Acho que estamos no caminho certo, iniciando de uma forma coesa, com humildade e pé no chão. O Rio Branco tem uma história que não pode ser apagada por uma dificuldade. A equipe, é ao longo dos jogos que se constrói. Eu diria que futebol é dia a dia. Podemos esperar um time que vai jogar leve e solto, de uma forma mais ofensiva, que é minha característica, um time com boa circulação de bola, que defende e ataca junto –  destaca.

+ Sem candidatos à direção, Rio Branco segue sob comando de comissão
+ FFAC divulga tabela do 1º turno do Campeonato Acreano 2017

O clima é de recomeço. Após uma temporada problemática, o foco do clube é reorganizar e trazer bons resultados no estadual e nas disputas nacionais. O diretor de futebol Carlinhos Farias destaca as principais mudanças realizadas desde que assumiu a gestão, dentre elas, a reforma na parte estrutural do clube, alojamentos, restaurante e intervenções no gramado do estádio José de Melo.

– Deu para fazer alguma coisa, para que mude o ambiente, para que quando os atletas chegarem tenham o mínimo de condições para trabalhar – finaliza.

 

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.